Achados e Perdidos: Rory Storm & The Hurricanes, parte 4

Nessa viagem a Hamburgo, os Hurricanes e os Beatles começaram a amadurecer como músicos, mas as noitadas frenéticas cobravam ônus. Foi aí que começaram a usar anfetaminas como Preludin (ou Prellies como eles chamavam). Os seguranças do Kaiserkeller ficavam atrás das bandas quando eles davam suas escapadinhas para a cidade e não raro usavam seus porretes para intimidaros músicos.

Em outubro de 1960, Allan Williams sugeriu que Lou Walters, baixista e vocalista da banda gravasse um disco numa cabine automática, muito comum na Alemanha. Para não bater de frente com Rory, parececendo uma sabotagem, Allan chamou John, Paul e George dos Beatles como banda de apoio. Como Pete Best, batera da banda tinha sumido (alguns diziam que ele tinha ido ao centro para comprar baquetas), Ringo foi chamado e aquilo resultou na primeira vez em que os futuros Fab 4 tocaram juntos. Reza a lenda que Rory e Johnny Guitar dos Hurricanes, estavam fora da cabine acompanhando a gravação. Veja aqui mais detalhes do episódio.

De volta a Liverpool, em 1961, Rory e os Hurricanes tinham inúmeros compromissos, muitos deles graças ao promoter Sam Leach e conseguiram o posto de melhor banda da cidade  mas tiveram que disputar com os amigos Beatles, quando do retorno deles de Hamburgo e uma bem sucedida residência no Cavern Club convertido ao Rock. Através do jornal Mersey Beat de Bill Harry, divulgador da cena local, as bandas de Liverpool e arredores começaram a chamar atenção em outros lugares da Grã Bretanha, sobretudo Londres.

No fim do ano, Ringo começou a cogitar sua saída amigável da banda e poderia ir para Derry Wilkie & The Seniors, quando recebeu uma oferta irrecusável de Tony Sheridan & The Beat Brothers para uma tenmporada no Top Ten Club em Hamburgo. Muito amigo do baterista, Rory não fez nenhuma objeção quanto a sua saída.  Enquanto Ringo estava ausente,  o baterista Derek Fell  (The Executioners) tocou em seu lugar. Mas a estada de Ringo com Sheridan foi muito curta por conta da mania que o guitarrista tinha de mudar o repertório e os acordes das músicas sem avisar previamente sua banda. Aí ele voltou aos Hurricanes qual filho pródigo.

Em fevereiro de 1962, Ringo foi chamado às pressas para substituir Pete Best nos Beatles, pois este estava muito doente. Eles fizream uma turnê na França para as tropas dos EUA que estavm no país. Por um curto período, levaram uma vocalista de apio chamada Vicky Woods. Após o retorno à Inglaterra foi a vez de Lou Walters deixar a banda por um tempo, indo tocar nos Seniors.

Em agosto, Ringo foi sondado pela banda Kingsize Taylor & The Dominoes e convidado a tocar com eles na Alemanha, oferecendo 20 libras por semana. Só que os Beatles cobriram a oferta e ofereceram 25 libras semanais e então Ringo fechou com eles, dando início à conhecidíssima uma história de sucesso com a banda. Rory não imaginava que a saída de Ringo seria o começo do fim.

Conclui no próximo post. 

Deixe um comentário

Arquivado em Achados e Perdidos, Biografias, Blues, Rock and Roll, The Beatles

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s