RIP: Grandes perdas da música na última semana, parte 2

João Loredo (João Luiz Rodrigues Maia de Alvarenga Lorêdo) , cantor e ator brasileiro, nascido em 4 de julho de 1930 em Campo Grande, RJ, Brasil. Seu pai, “Seo” Etelvino era menino pobre que acabou vencendo como comerciante e deu uma vida melhor a João e os seis irmãos. Fez parte do Coro dos Apiacás de Lucila Villa-Lobos, primeira esposa do ilustre compositor brasileiro. Já mais velho começou a trabalhar como radio-ator na Rádio Mayrink Veiga, por indicação do ator Sadi Cabral. Depois trabalhou na Rádio Nacional e na Rádio Tupi. Daí para a TV foi um pulo. Criou um departamento que preparava moças para comerciais  de televisão, algo pioneiro na época. Além da Tupi, trabalhou na TV Rio, onde escrevia roteiros e na TV Continental. Foi ainda para a TV Globo, onde foi o primeiro diretor do Fantástico. Dirigiu ainda o programa Faça Humor, Não Faça Guerra. Escreveu o livro Era uma vez…na TV, como suplemento da revista Amiga. Era irmão do humorista Jorge Loredo, mais conhecido como Zé Bonitinho. Escrevia um blog e faleceu no dia 23 de janeiro de 2012 aos 81 anos.

Paavo Berglund, regente finlandês, nascido Paavo Allan Engelbert Berglund em 14 de abril de 1929 em Helsinque, Finlândia. Começou a tocar violino ainda criança num instrumento feito pelo próprio avô. Decicidu se dedicar á música e começou tocando em restaurantes até que se juntou à Finnish Radio Symphony Orchestra (Orquestra Sinfônica de Rádio finlandesa). Começou a atuar como regente em meados dos anos 50 ao formar seu próprio grupo, Helsinki Chamber Orchestra nos mesmo moldes da Boyd Neel Orchestra. Atuou ainda como regente e diretor da FRSO e da Orquestra Sinfônica de Helsinque. Ao alcançar fama internacional, foi regente convidado em orquestras como Filarmônica de Berlim, Sinfônica de LondresDresden Staatskapelle, Filarmônica de St Petersburg, Filarmônica de Moscou, Leipzig Gewandhaus e a Filarmônica de Israel. Foi membro da Orquestra Nacional Russa. Faleceu no dia 25 de janeiro de 1929 aos 82 anos.

Dick Kniss ou Richard Kniss, baixista e compositor norte americano, nascido no dia 24 de abril de 1937 em Portland, Oregon, EUA. Começou a tocar nos anos 50. Na década de 60, foi músico de apoio do trio Folk Peter, Paul & Mary, onde seu baixo casava perfeitamente com a harmonia dos cantores principais, como se fosse uma quarta voz. Essa parceria durou mais de quarenta anos. Também foi um requisitado músico de Jazz, trabalhando com lendas como  Herbie Hancock, Woody Herman e Donald Byrd, entre outros. Foi membro da banda de John Denver, com quem coescreveu o hit do cantor, Sunshine on My Shoulders. Foi um engajado ativista pelos direitos humanos, sempre fazendo shows beneficentes por boas causas. Faleceu no dia 25 de janeiro de 2012, aos 74 anos.

Conclui no próximo post 

Deixe um comentário

Arquivado em Biografias, Jazz, Música, RIP

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s