RIP: Grandes perdas da música na última semana

Segue, abaixo, uma lista de pessoas notáveis ligadas à música que se foram detsa vida na semana passada:

Rita Gorr, mezzo-soprano operística belga, nasceu  Marguerite Geirnaert no dia 18 de fevereiro de 1926 em Zeltate, perto de Ghent, Bélgica. Teve seus estudos musicais em Ghent e Bruxelas sob a orientação de Jeanne d’Assy Pacquot e Germaine Hoerner e ganhou o primeiro prêmio na competição vocal de Verviers, em 1946. Teve seu début profissional em Antuérpia como Fricka em A Valkíria no mesmo ano. Desde então, foram grandes interpretações em óperas como Lohengrin, onde viveu Ortrud e Aída, onde fez o papel de Amneris. Aqui, ela interpreta uma ária da ópera Orfeu e Eurídice. Faleceu no dia 22 de janeiro de 2012, pouco menos de um mês de completar 86 anos.

Stig Vig ou Per Odeltorp, cantor, baixista e compositor sueco, nascido em 19 de novembro de 1948 em Constance, Boden, Suécia. Foi membro fundador da banda Dag Vag, um dos expoentes da cena Punk da Suécia. Começou a carreira ainda nos anos 60 em Estocolmo, capital sueca, onde formou a banda God’s Sideburns. Depois, foi engenheiro de som da banda sueca Träd, Gräs och Stenar (algo como Árvore, Grama e Rochas). Atuou ainda num grupo teatral chamado Flower Power, onde atuava, cantava e tocava. Em 1978, formou, junto com o irmão Lennart Odeltorp (bateria) o Dag Vag, aproveitando a onda Punk que tomou conta do mundo. Todos os membros da banda assumiram pseudônimos. Odel escolheu Stig Vig e Lennart se tornou Tage Dirty. O diferencial da banda é a levada Reggae. Foi encontrado morto no dia 23 de janeiro de 2012 aos 63 anos.

Patrícia Neway, soprano norte americana, nascida em 30 de setembro de 1919 em Nova York, NY, EUA. Começou seus estudos com o tenor Morris Gesell, com quem ela veio a se casar. Enquanto ainda era estudante, ela fez sua estréia na Broadway como membro do coro em uma produção de 1942 de Jacques OffenbachLa vie parisienne. Em abril de 1944 ela foi a soprano solista  na estréia mundial da peça de Norman Dello Joio, The Mystic Trumpetter, sob direção do maestro Robert Shaw e o Collegiate Chorale no Town Hall. Ela fez sua primeira aparição numa ópera em um papel principal em 1946, como Fiordiligi em Così fan tutte, em Chautauqua Opera. Ganhou o Tony (Oscar do teatro) por sua atuação como a Madre Abadessa da montagem original de A Noviça Rebelde (The Sound of Music) de Rodgers & Hammerstein. Faleceu no dia 24 de janeiro de 2012 aos 92 anos.

Continua no próximo post

Deixe um comentário

Arquivado em Biografias, Música, RIP

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s