Lendas do Rock: Everly Brothers, finale

Desde sua assinatura de contrato com a Warner Bros., os Everly Brothers frequentaram as paradas de sucesso e em 1962 eles haviam ganho um total de 35 milhões de dólares com venda de discos. Só que a partir de 1963 começaraam a amargar fracassos, o que ficou pior com o advento da Segunda Onda ou Invasão Britânica. As bandas e artistas de Rock oriundas das Ilhas Britânicas estavam agradando e muito o público norte americano. Por ironia do destino, muitos deles haviam sido influenciados pelos Everly como os Beatles, Gerry & The Pacemakers, Hollies e Herman’s Hermits. Fora dos EUA, entretanto, faziam muito sucesso, especialmente na Inglaterra e no Canadá. Em 1964, eles voltaram às boas com a Acuff-Rose e às composições do casal Bryant.

Para complicar ainda mais, Don começou a se viciar numa anfetamina chamada Ritalin que invariavelmente causava problemas de saúde. Para se ter uma ideia da gravidade disso, ele teve um colapso durante uma turnê no Reino Unido e eteve que voltar para os EUA e seu irmão teve que completar os compromissos junto com o baixista da banda de acompanhamento Page Joey em seu lugar.

Eles tinham relações muito boas com seus pupilos britânicos. Dividiram o palco certa feita com Gerry & The Pacemakers num programa de TV, onde um cantava o sucesso do outro. Na gravação de seu álbum de 1966, Two Yankees in England, a banda The Hollies fez o acompanhamento instrumental  e vocal.

No final da década de 60, decidiram retomar a sonoridade Country dos primeiros discos e o resultado foi o bem sucedido álbum Roots, considerado um dos 100 melhores discos de Country de todos os tempos. Em 1970, seu contrato com a Warener chegou ao fim e eles começaram a se apresentar no programa de TV do amigo Johnny Cash. Nesse mesmo ano, Don lançou seu primeiro álbum solo, que não teve repercussão. Assinarama com a RCA Victor e gravaram dois álbuns em 1971 e 1972.

No ano seguinte, quando pensaram que tudo ia começara a melhorar veio a má notícia: a dupla chegou ao fim. Tudo foi ocasionado pela má performance de Don num evento, o que deixou Phil furioso e anunciou o fim da parceria com o irmão, deixando muitos fãs órfãos. Continuaram trabalhando em projetos individuais, trabalhando em discos de outros artistas, tentando forjar novas parcerias.

Em 1983, o disco solo de Phil, Phillip Everly, que contou com feras como Mike Knopfler (Dire Straits), o tecladista Pete Wingfield e o cantor Cliff Richard teve uma grande repercussão e aí o guitarrista Albert Lee foi o primeiro a fazer com que Phil e Don voltassem às boas, retomando a dupla. Seu primeiro álbum dessa nova fase, EB-84 teve a produção de Dave Edmunds e uma composição de Paul McCartney, On the Wings of a Nighingale, dedicada aos mestres com carinho (aqui a demo de Paul). Parafraseando o próprio Paul em seu clássico dos Beatles Get Back, os Everly voltaram ao lugar ao qual pertenciam, ou seja, um com o outro.

Em 1988, foram um dos 10 primeiros artistas/bandas a figurarem no Rock and Roll Hall of Fame e também no Country Hall of Fame. Para se ter uma ideia fdo quanto eles eram queridos, muitos de seus influenciados tocaram vez ou outra um clássico da dupla. Os Beatles compuseram seu classico Please Please Me tendo por inspiração Cathy’s Clown e gravaram So How Come em programas da BBC; os Beach Boys fizeram uma linda interpretação de Devoted to You; os Hollies fizeram um cover de Lucille segundo a versão dos Everly; Simon & Garfunkel fizeram versões de Wake up, Little Susie e Bye Bye Love. George Harrison também gravou esta última. Em outra oportunidade, gravou-a com o amigo Paul Simon. Até o nosso Ultraje a Rigor gravou Walk Right Back com um trecho em português [fico devendo essa, galera]

Hoje em dia, os Everly Brothers continuam fazendo muitas turnês e aparições em programas de TV. Eles não vieram ao Brasil ainda. Ah, não posso esquecer de citar sua maravilhosa versão para Let it Be Me.

Fontes:

Wikipedia

All Music

Deixe um comentário

Arquivado em Aniversariantes, Grupos vocais, História do Rock, Lendas do Rock, Música, Rock and Roll

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s