Aniversaria hoje: George Harrison, parte 1

Ele era o caçula dos Beatles e também considerado o melhor músico dos quatro. Trouxe para o ocidente a musicalidade de instrumentos como a cítara e a tabla. Mostrou com o tempo que podia ser um compositor tão bom quanto seus parceiros. Falemos sobre o grande George Harrison. Caso vocês queiram ler uma bio dele, clique aqui.

Muitos blogs estão fazendo sua homenagem ao Quiet Beatle e aqui no Musical Review não poderia ser diferente. Não vamos simplesmente transcrever sua biografia, que deve ser conhecida por 11 entre 10 fanáticos pelos Fab 4. Vamos seguir um caminho diferente. Comentaremos sobre sua música e sua colaboração enquanto Beatle. Em futuros posts, podemos fazer uma explanação sobre sua carreira solo. Para saber como foi a  atuação de George nas músicas do Decca Tapes, basta conferir aqui.

Chains (Goffin-King), Please Please Me, 1963 – George faz seu début no primeiro disco da discografia oficial dos Beatles, cantando um belo cover de uma música gravada pelo grupo feminino The Cookies em 1961. Embora não haja solo, a guitarra líder de George fica em evidência.

Do You Want to Know a Secret? (Lennon-McCartney), Please Please Me, 1963 – Uma das únicas músicas de Lennon & McCartney cantada por George, onde mostra muita desenvoltura como guitarrista.

Don’t Bother Me (Harrison), With The Beatles, 1963 – Esta é a primeira composição de George para um disco dos Fab 4 que traz reminiscências sobre um dia em que estava doente e de cama, pedindo que ninguém o aborrecesse. Notem a levada a la Bo Diddley, uma das grandes influências de George enquanto guitarrista. Gravou sua voz dobrada, por insegurança ao cantar.

 Roll Over Beethoven (Berry), With The Beatles, 1963 – Neste clássico do mestre Chuck Berry, influência máxima de George, ele mostra todo seu talento como guitarrista líder dos Fab 4. Gravou com voz dobrada a exemplo de Don’t Bother Me.

You Really Got a Hold on Me (Robinson), With The Beatles, 1963 – Neste clássico de Smokey Robinson & The Miracles, George mostra sua habilidade de harmonia vocal num dueto inesquecível com John.

Devil in Her Heart (Drapkin), With The Beatles, 1963 – George canta este delicioso cover do grupo feminino The Donays, original de 1962. Nas suas partes solo, George gravou o vocal dobrado

You Know what to Do (Harrison), Anthology I, 1995 – Composição que George teria feito como colaboração para o terceiro álbum dos Beatles e que permaneceu desaparecida por mais de 30 anos, vindo a figurar no Anthology.

I’m Happy Just to Dance with You (Lennon-McCartney)A Hard Day’s Night, 1964 – esta é a última música composta por Lennon & McCartney que George interpreta em discos dos Beatles.

Everybody’s Trying to be My Baby (Perkins) – Clássico de Carl Perkins, outra grande influência de George. Aqui ele gravou com voz dobrada e com eco, tendo o solo de guitarra uma homenagem ao seu mestre. Foi o último cover que os Beatles gravaram tendo George como vocalista.

Continua no próximo post

Deixe um comentário

Arquivado em Aniversariantes, Música, Rock and Roll, The Beatles

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s