Grandes Nomes do Soul: Wilson Simonal, finale

Simonal era figura onipresente na programação da TV Record. Além de seu programa Show Em Si..Monal (que foi ao ar entre 1966 e 1967), participou de várias edições do Show do Dia 7, dentre as quais se destacam sua aparição vivendo um Lobo Mau modernoso na releitura de vários Contos de Fadas, contracenando com a Chapeuzinho Vermelho Vanusa; noutro Show do Dua 7, foi um dos convidados da festa de aniversário do notório Carlo Bronco Dinossauro (Ronald Golias) da Família Trapo.

No dia 25 de agosto de 1969, aconteceu o momento máximo da carreira de Mr. Simonal. Ele tinha sido convidado para fazer abertura do show de Sérgio Mendes, que à época era um dos brasileiros de grande renome no exterior como divulgador da Bossa Nova. O Maracanãzinho estava lotado com 30.000 pessoas que haviam ido ao local para ver o filho ilustre que tinha vencido nos EUA. Acompanhado do seu grupo Som Três e de um fabuloso naipe de metais com muito “champignon” (que na gíria simonalesca queria dizer com muito suingue), quando cantou seu clássico Meu Limão Meu Limoeiro, o cantor acabou roubando a cena ao comandar o “maior coro de vozes” já reunido na história. Seduzida pelo carisma de Simona, a plateia se deixou conduzir pelo “maestro”, que conseguiu criar dois naipes de vozes cantando alternadamente e no final da música todos juntos num resultado inesquecível para quem esteve nesse show histórico.

No início dos anos 70, Simonal tinha uma popularidade que rivalizava com a do Rei da Juventude, Roberto Carlos. Para um negro de origem humilde, aquilo era um grande feito. Esteve com o Escrete Canarinho de 1970 quando o Brasil foi Tricampeão Mundial no México. Ele era amigo dos herois Pelé e Carlos Alberto Torres e há quem diga que Simona era o “talismã” da Seleção pela grande conquista de nosso futebol.

A carreira de Simona ia de vento em popa, quando em1971, a imprensa começou a acusá-lo de ser um colaborador do temerário DOPS, órgão de repressão do então violento Regime Militar. O episódio é muito extenso e tem a ver com um susto que quis dar num contador que o teria desfalcado. Supostos amigos seus que trabalhavam no DOPS teriam sequestrado e torturado o sujeito e o fato foi ao conhecimento dos jornais da época. Só uma relação amistosa com agentes do governo bastou para os jornalistas cairem de pau em cima do cantor e toda a classe artística por tabela. Foi vítima de repúdio de vários jornais, entre os quais o Pasquim que fazia críticas crueis a ele a partir de cartuns publicados. Como resultado, houve boicote a seus shows e sua carreira começou a declinar. Nos anos seguintes, dedicou-se a se defender de toda essa história caluniosa que só fez apagar uma estrela tão fulgurante. Nunca conseguiu dar a volta por cima e ficou com a pecha de “delator” por toda sua vida.

Wilson Simonal faleceu no dia 25 de junho de 2000, aos 62 anos, vítima de cirrose hepática, decorrente de sua entrega ao alcoolismo. Teve três filhos: Patrícia, Max de Castro e Wilson Simoninha. Os dois rapazes seguiram a carreora musical e são portadores do legado do grande performer, um dos pais do Soul brasileiro. Sua tão sonhada absolvição ocorreu dois anos após sua morte. Sua família e amigos como Chico Anysio e Toni Tornado provaram que tudo aquilo que foi falado eescrito contra ele era uma grande mentira que destruiu um grande patrimônio da Música Popular Brasileira. Em 2009, foi lançado o documentário Simonal – Ninguém Sabe o Duro que Dei , um ótimo apanhado biográfico.

O Rei do Futebol e o Rei da Pilantragem

Fontes:

Wikipedia

Dicionário Cravin da MPB

Blog Amálgama

Deixe um comentário

Arquivado em Aniversariantes, Biografias, Grandes Nomes do Soul, Música, MPB, Soul e R & B

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s