Fanfic Review: Um Encontro de Reis

Inauguro mais uma seção no blog, mostrando estórias inusitadas escritas por fãs de Rock and Roll sobre eventos que podem ter acontecido ou não, com desdobramentos que ficam por conta de seus escritores. O primeiro Fanfic fala sobre o encontro entre Elvis e os Beatles. Viajei um pouco na maionese, mas fazer o que? Amo esses cinco Reis do Rock.

A limusine chegou ao ponto combinado. Os Quatro Cavaleiros do Pós-Calipso estavam se sentindo personagens daqueles pulps de espionagem, indo encontrar aqueles tipos de chefe misteriosos que davam uma determinada missão e depois sumiam. Nesse caso era um encontro diferente. Eles iriam encontrar um de seus ídolos de adolescência, um dos responsáveis por fazê-los cair de cabeça no Rock and Roll. Ao saírem do carro, John, Paul, George e Ringo mal podiam acreditar em seus olhos quando estava à sua frente o Rei do Rock em pessoa. Elvis ainda curtia uma imagem típica dos filmes que eles começou a fazer nos anos 60. John não perdeu tempo: – Oh, aí está você!

Os outros Beatles ficavam naquele condição de fãs, estupefatos por estar à frente de seu heroi. Entraram na mansão do Rei, que quebrou gelo, oferecendo algo para eles beberem. John parecia ser o único com alguma coisa a conversar com o rei e perguntou a ele quando ele voltaria a tocar aquele repertório mais roqueiro que o celebrizou. Elvis disse que estava pensando num disco desse tipo desde o início da década de 60. – “Quero ser o primeiro a comprar.” – disse Lennon. Depois de trocarem impressões sobre suas carreiras, Elvis os levou a uma saleta e deu-lhes violões. Neil Aspinall e Alf Bicknell, fieis escudeiros dos Beatles e testemunhas desse encontro de reis mal podiam acreditar nisso: Elvis tocando com os Beatles. Que pena que eles jamais poderiam registrar tal momento histórico.

Começaram tocando That’s All Right Mama, o sucesso que catapultou a carreira de Elvis, onde John e Paul arriscavam um backing vocal no refrão. Depois, Elvis quis ouví-los tocando um grande clássico da banda Yesterday (música que o próprio Rei colocou em seu repertório quando da sua volta aos palcos na segunda metade dos anos 60). Elvis até arriscou um vocal junto com Paul que conseguiu vencer a gagueira que imperava por estar ao lado de uma de suas influências. George se dava bem nos solos e Ringo fazia uma percussão batendo nas pernas. Depois, se despediram de seu anfitrião e voltaram ao hotel onde estavam hospedados. Eles jamais esqueceriam esse memorável encontro.

Montagem sobre um hipotético encontro entre Elvis e John em 1960 em Hamburgo

Baseado em testemunho de Alf Bicknell, que trabalhou como motorista dos Beatles até 1966

Deixe um comentário

Arquivado em Fanfic Review, Música, Rock and Roll, Supergrupos, The Beatles

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s