Grandes Nomes do Soul: Teddy Pendergrass, parte 1

Principal vocalista do grupo Harold Melvin & The Blue Notes, ele foi um dos principais nomes da Soul Music na década de 70 e da febre Disco que assolou o planeta. Teve uma carreira solo muito bem sucedida. Seu vozeirão rouco e suas letras de amor cativaram gerações. Vamos falar de Teddy Pendergrass.

Quando nesceu no dia 26 de março de 1950 na cidade de Philadelphia, Pensilvania, EUA, o único filho do casal Jesse e Ida Geraldine Pendergrass recebeu o nome de Theodore DeReese Pendergrass, mas carinhosamente de Teddy, como o ursinho de pelúcia. Teve o lar desfeito ainda criança quando o pai abandonou a família. Ele foi assassinado quando Teddy tinha apenas 12 anos. O que o salvou de cair no mundo tão jovem foi a música. Ele começou a cantar e tocar bateria na igreja e tinha o sonho de se tornar pastor. Segundo o autor Robert Ewell Greene, ele chegou a ser ordenado ministro quando tinha penas 10 anos. Serviu como diácono júnior em sua comunidade por um tempo. Estudou no colégio para rapazes Thomas Edison e costumava cantar no grupo The Edison Mastersingers, formado na escola. Quando estava no 11º ano, foi reprovado e começou a antrar no ramo musical, gravando seu primeiro single Angel With Muddy Feet, sem êxito comercial.

Trabalhou como baterista em diversas bandas locais e acompanhou, eventualmente, o grupo de Doo Wop, The Cadilacs. Em 1970, ele conheceu o cantor Harold Melvin (1939-1997), que o convenceu a ser baterista de seu grupo, The Blue Notes. Certa feita, Harold ouviu Teddy cantando num momento de folga da banda e ficou impressionado com sua voz. Como o vocalista principal da banda acabou saindo, Teddy foi convidado por Melvin a assumir o posto de frontman.

A fase com Teddy deu a Harold Melvin & The Blue Notes muito mais fama do que a que obtiveram desde sua fundação em 1954, pois foi uma verdadeira coleção de hits, depois que assinaram com a Philadelphia Internacional de Kenny Gamble e Leon Huff, uma resposta bem sucedida à Motown de Berry Gordy. O primeiro grande sucesso foi I Miss You (original dos lendários The Dells). Em seguida, veio o clássico If You Don’t Know Me By Now, originalmente composta para La Belle & The Blue Belles, mas que nem chegou a ser gravada por elas. Ficou no Top 3 das paradas de R & B em 1972. E tome mais clássicos: The Love I Lost foi uma das precursoras da onda Disco que reinou na segunda metade dos anos 70; a balada Soul Hope That We Can Be Together Soon; a música de temática social Wake Up Everybody; Bad Luck, que tinha como tema o Caso Watergate e Don’t Leave Me This Way, que também fez muito sucesso em 1976 com a cantora Thelma Houston.

Em 1975, as personalidades conflitantes de Teddy Pendergrass e Harold Melvin começaram a se digladiar por questões financeiras e administrativas. Teddy descobriu que Harold estava controlando as finaças da banda e não dividia o dinheiro de forma igualitário. Além disso, exigiu que a banda mudasse o nome para Harold Melvin & The Blue Notes Featuring Teddy Pendergrass, até por uma questão de performance. Os fãs sempre iriam pensar que o cara com a supervoz do grupo seria o Harold e não o Teddy. Como Melvin ficou impassível a todas as questões levantadas, Teddy pediu o boné e foi cantar noutra freguesia.

Em 1977, vida nova: Teddy gravou seu primiero disco solo, autointitulado, que tinha como destaque o hit Disco I Don’t Love You Anymore, além de The Whole Town’s Laughing At Me, You Can’t Hide on Yourself e Somebody Told Me. Em 1978, gravou o álbum Life Is a Song Worth Singing e o sucesso continuou com a faixa título, Only You, Close the Door e Get Up, Get Down, Get Funky, Get Loose. Em 1979, ele gravou dois discos, um de estúdio chamado Teddy (com os hits Come and Go With Me and Turn Off the Lights ) e um ao vivo, Live Coast to Coast. Teddy era naquele momento, a artista de Soul mais influente, batendo lendas como Marvin Gaye e Barry White. Muitos o estavam chamando de Elvis Negro.

A década de 80 começou de forma brilante com o lançamento do álbum TP, com músicas do quilate de Is It Still Good to Ya (da dupla Ashford & Simpson) e Love TKO. Seu empresário notou que Teddy fazia um sucesso enorme entre as mulheres e foram criados shows apenas para elas. Infelizmente, um grave acidente de carro quase tomou sua vida.

Continua no próximo post

Teddy Pendergrass junto com Harold Melvin & The Blue Notes

Deixe um comentário

Arquivado em Aniversariantes, Grandes Nomes do Soul, Grupos vocais, Música, Soul e R & B

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s