Achados e Perdidos: The Band, parte 2

Em 1965, depois de contratar apenas Robbie Robertson (guitarrista) e Levon Helm (bateria) para sua turnê, Bob Dylan logo foi persuadido pela dupla a recrutar a banda inteira. Essa associação entre Dylan e a banda marcou sua transição de cantor Folk para astro do Rock, para desagrado de muitos de seus fãs mais puristas, que consideraram a adesão dele à guitara elétrica uma profanação.

Durante quase um ano, além da turnê, Levon e seus companheiros também participaram de sessões de estúdio com o cantor, com resultados nem sempre satisfatórios. Uma das músicas,  Can You Please Crawl Out Your Window? foi lançada em single, chegando às paradas Hot 100 da Bill Board (58º lugar nos EUA, 17º na Grã Bretanha). Rick Danko, baixista dos Hawks (conforme algumas fontes) e Robbie Robertson tocaram em algumas sessões do álbum de Dylan, Blonde on Blonde. Em outubro desse ano, Levon deixou a banda, deprimido após algumas vaias num show. Para seu lugar foi chamado Sandy Konikoff.

Em 1966, os Hawks continuaram trabalhando com Bob Dyla, numa extensão da turnê do ano anterior. Ainda com a ausência de Helm, Mickey Jones foi recrutado para a bateria no lugar de Sandy Konikoff. Dylan e os Hawks tocaram no lendário show do Free Trade Hall em Manchester, onde ao fima do set elétrico, algumas pessoas da platéia começarama a chamar Dylan de Judas, por causa de sua adesão ao som eletrificado. O cantor, louco da vida, empunhou a guitarra e gritou para a banda: “Não acredito no que estou ouvindo! Vamos tocar absurdamente alto.” Aí mandaram ver numa versão muito ácida de Like a Rolling Stone (encontrada em algunsa bootlegs). Em julho, Dylan sofreu um acidente de moto e se afastou dos shows por um tempo. Os Hawks voltaram aos EUA com o chefe e passaram a morar em Woodstock, Nova York, sendo ainda pagos, apesar de não fazer shows. Mesmo assim, a banda começou a fazer algumas gigs com cantores como Tiny Tim. Paralelamente, começaram agravar com Dylan bastante material que foi transformado em bootlegs, chamados The Basement Tapes.

Em 1967, Rick e Robbie conseguiram convencer Levon a voltar ao seio dos Hawks, que era conhecida apenas como “the band”. Helm chegou a apelidá-los de The Crackers, mas quando Albert Gross, empresário de Bob Dylan quis assinar um vantajoso contrato com eles, ficou decidido que eles atuariam sob o nome The Band, uma vez que semrpe foram conhecidos como banda de apoio (Bob Dylan & The Band, Tiny Tim & The Band etc.).

Em 1968, gravaram pela Capitol Records seu primeiro álbum Music from The Big Pink, considerado um dos melhores discos de estréia da história do Rock, onde se destacam músicas co-escritas com o chefe Bob Dylan como This Wheel’s on Fire, Tears of Rage e I Shall Be Released e  sua composição própria, um verdadeiro clássico, The Weight, que também fez parte do filme Sem Destino. Mesmo não sendo uma banda psicodélica, The Band deixou registrada ao menos uma canção no estilo, Chest Fever. O nome do disco é uma homenagem à casa onde a banda se reunia para escrever e tocar. O produto do álbum, John Simon era considerado um sexto membro da confraria.

Em 1969, aproveitando o sucesso do disco, tocaram no lendário Festival de Woodtcok, apesar de não aperecerem no filme. Também tocaram com Dylan no Festival Isle of Wight. Foram para o estúdio gravar seu segundo álbum, auto-intitulado, que tinha alguns temas de fundo histórico como The Night They Drove Old Dixie Down (que também foi gravada por Joan Baez), King Harvest (Has Surely Come) e Jawbon, além de outras músicas que chegaram ás paradas norte americanas como Rag Mama Rag (57º lugar) e Up on Cripple Creek (25º lugar).

Continua no próximo post

Deixe um comentário

Arquivado em Achados e Perdidos, Biografias, Música, RIP

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s