Achados e Perdidos: The Band, parte 3

Os dois primeiros álbuns gravados pela The Band deu visibilidade ao grupo e eles começaram a excursionar como atração principal. Vez ou outra trabalhavam com seu velho conhecido Bob Dylan. Em 1970, saiu o álbum Stage Fight, abordando temas como o medo e a alienação. O disco contou com a produção de Todd Rundgren e foi gravado num palco teatral localizado em Woodstock, Nova York. O velho amigo John Simon aparece tocando sax barítono. Destacam-se a faixa título, The Shape I’m In, Time to Kill e The Rumor. O guitarrista Robbie Robertson compôs a maioria das músicas, a exemplo dos álbuns anteriores.

Nesse ano, eles participaram do Festival Express ao lado de artistas como Janis Joplin e Grateful Dead. Inclusive, houve jams homéricas junto com Janis e o pessoal do Dead (Jerry Garcia e Bob Weir), conforme mostra um documentário sobre o show lançado em 2003. Robertson começou a exercer grande poder sobre a banda, o que começou a gerar embates, principalmente entre o guitarrista e o batera Levon Helm.

Em 1971, apesar dos problemas no âmbito interno, eles lançaram o álbum Cahoots. Além das costumeiras composições de Robbie (Shoot Out in Chinatown, The River Hymn) e músicas co-escritas com seus colegas de banda (Life is a Carnival com Levon e Rick Danko), o álbum teve canções escritas por Bob Dylan (When I Paint My Masterpieces) e Van Morrison (4% Pantomimes). Foi o último disco deles feito todo em estúdio até 1974.

Em 1972, veio o álbum ao vivo Rock of Ages, onde foi introduzida uma seção de metais, com arranjos de Allen Toussaint, um velho amigo deles. Destacam-se várias músicas dos álbuns lançados em estúdio e um cover de Marvin Gaye, Baby Don’t Do It (composta pelo fabuloso trio da Motown Holland-Dozier-Holland). No concerto da virada do ano, tiveram uma canja especial de Bob Dylan, que cantou When I Paint My Masterpieces e outras de seu repertório corrente.

Em 1973, eles lançaram Moondog Matinée, um álbum repleto de covers como Third Man Theme (do filme O Terceiro Homem), Promised Land (Chuck Berry), Mystery Train (Elvis Presley), The Great Pretender (The Platters), I’m Ready (Fats Domino), Ain’t Got no Home (Clarence “Frogman” Henry), Saved (Leiber & Stoller) e o hino da luta dos direitos civis negros A Change Is Gonna Come (Sam Cooke). Não foi feita turnê para divulgar o disco, mas The Band fez dois shows de abertura para os amigos do Grateful Dead no Estádio Roosevelt. Também tocaram no legendário festival Summer Jam at Watkins Glen, ao lado do Dead e Allman Brothers Band.

Em 1974, eles fizeram um álbum com Bob Dylan, Planet Waves, onde se destacam músicas como On a Night Like This,Going, Going, Gone e Something There Is About You. Também fizeram uma extensa turnê com o cantor. No final do ano, Dylan e The Band lançaram o álbum ao vivo Before the Flood, aproveitando os shows feitos em prol da turnê de 1974. Uma oportunidade para os fãs da The Band de ouví-los tocando clássicos dylanianos como Highway 61 Revisited, Like a Rolling Stone, Lay Lady Lay, Knockin’ on Heaven’s Door, Just Like a Woman e All Along the Wachtower.

Deixe um comentário

Arquivado em Achados e Perdidos, Biografias, Música, RIP, Rock and Roll

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s