Deep Purple, parte 3: Mark II e um novo som

Depois de três bem sucedidos discos e muitas turnês, Ritchie Blackmore e Jon Lord estavam insatisfeitos com a sonoridade da banda com um pé na psicodelia sessentista. Eles queriam ir numa direção mais pesada e elétrica, no estilo do Vanilla Fudge. Conversaram com o batera Ian Paice e decidiram por mudanças que consistiam na substituição do vocalista Rod Evans e o baixista Nick Simper. Não contentes com o álbum recém-lançado, a banda ainda gravou e lançou um single à parte, com a música Emmaretta (Lord, Blackmore, Evans), uma homenagem à atriz Emmaretta Marks do musical Hair, que o vocalista Evans estava cortejando. Esta foi a derradeira sessão de estúdio da Mark I.

Para os vocais, pensaram em Terry Reid, que naquela altura era um dos melhores cantores do Reino Unido. Este, acabou recusando o convite, a título do que teria feito quando o guitarrista Jimmy Page o chamou para a banda que estava formando, que acabou resultando no Led Zeppelin. Durante esse período, Blackmore e Lord foram convidados pelo batera Mick Underwood, que havia tocado com Ritchie nos Savages, para conferir uma apresentação de sua banda, a Episode Six. O guitarrista e o tecladista ficaram impressionados com a performance do vocalista Ian Gillan (nascido no dia 19 de agosto de 1945 em Hounslow, Londres, Inglaterra). Um fato curioso é que Gillan havia sido chamado por Nick Simper na época em que o Roundabout estava sendo formado e o cantor recusou o convite, dizendo que aquele projeto não rinha fututo e preferia continuar com sua banda. À revelia do E6 e da Mark I, Blackmore e Lord combinaram um teste com Gillan para o posto de vocalista no Purple. Este levou consigo o baixista de sua banda, Roger Glover (nascido Roger David Glover no dia 30 de novembro de 1945 em Brecon, País de Gales).

O mês de junho de 1969 foi o mais frenético da carreira da banda, pois ensaiavam a Mark II em segredo com Gillan e Glover e tocavam com a Mark I como se nada estivesse acontecendo. O vocalista e o baixista ainda tiveram que tocar com a Episode Six para cumprir um contrato de shows que terminou em julho. O batera Mick Underwood revelou mais tarde sua culpa no que considerou o tiro de misericórdia que pôs fim à sua banda, mas ficou de boa com Gillan apesar dos pesares.O début fonográfico da Mark II foi a gravação de Hallellujah (Greenaway, Cook), cujo single foi muito mal de vendas, apesar da extensiva divulgação. Nesse mesmo mês, Rod Evans e Nick Simper foram oficialmente demitidos.

A sonoridade do novo Deep Purple pôde ser conferida pela primeira vez quando saiu, em setembro de 1969, o álbum ao vivo Concerto for Group and Orchestra, uma ousada mistura de música erudita com Rock, que contou com a participação da Royal Philarmonic Orchestra, sob regência de Malcolm Arnold, magistralmente executado no Royal Albert Hall em Londres. O concerto foi executado uma vez mais no ano seguinte nos EUA junto com a Los Angeles Philarmonic Orchestra e a partitura original foi perdida.Um dos grandes destaques é a primeira versão do clássico Purple Child In Time. Esta foi a primeira composição da lavra Blackmore, Gillan, Glover, Lord, Paice e assim eles assinaram todas as músicas compostas pela banda durante a Mark II.

Em abril de 1970, foi lançado o álbum In Rock, um clássico do Purple e do Hard Rock. Ali o peso do Deep Purple pode ser sentido através das faixas Speed King, Bloodsucker, Flight of the Rat, Into the Fire e uma versão deifinitiva do clássico Child in Time. A Mark II estava pronta para abalar as estruturas do Rock and Roll e foi considerada pelos Purplefans o line up clássico da banda.

Mark II: a formação clássica do Purple

Continua no próximo post

Deixe um comentário

Arquivado em Biografias, Deep Purple, Lendas do Rock, Música, Música Erudita, Mestres do Metal, Rock and Roll

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s