Deep Purple: post bônus

Nos últimos posts, contamos a emocionante saga do Deep Purple. Neste Post Bônus, vamos postar algumas coisas interessantes da história da banda.

Este é um dos registros mais antigos sobre o Roundabout, projeto que acabou dando origem ao Purple. Com Chris Curtis fora da jogada, a Mark I do Purple fez seu dèbut na Bélgica, usando o nome que o batera havia criado.

Cartaz do show da Roundabout
Crédito: blog Purpendicular

Aqui um dos momentos da Mark I na Mansão da Playboy

Nascimento da Mark II (bônus: o álbum Machine Head ao vivo na íntegra aqui)

Mark III tocando Burn no California Jam (bônus: o show na íntegra aqui)

Mark IV tocando You Keep on Moving, carro chefe do álbum Come Taste the Band

A volta da Mark II: Deep Purple junto com um certo Arnold de Liverpool (bônus: clipe de Perfect Strangers aqui)

Mark V: King of Dreams live! (bônus: Mark V e um clássico da Mark III aqui)

Mark II de novo em 1993 tocando o clássico eterno do Purple

Mark VI: Satriani arrebenta no solo de When a Blind Man Cries (bônus: o guitar hero e Leslie West do lendário Mountain mandam ver no opus magnum do Purple aqui)

Mark VII: Steve Morse não deixa nada a dever aos seus predecessores nesse clássico do Purple com intro maravilhosa pelo saudoso Jon Lord

Mark VIII: Don Airey chegando junto e Roger Glover mostrando o porque é baixista do Purple (bônus: Deep Purple Lie at Montreux, 2006 na íntegra aqui)

Fontes:

You Tube

Blog Purpendicular

Deixe um comentário

Arquivado em Deep Purple, Música, Post Bônus

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s