Deep Purple: post bônus

Nos últimos posts, contamos a emocionante saga do Deep Purple. Neste Post Bônus, vamos postar algumas coisas interessantes da história da banda.

Este é um dos registros mais antigos sobre o Roundabout, projeto que acabou dando origem ao Purple. Com Chris Curtis fora da jogada, a Mark I do Purple fez seu dèbut na Bélgica, usando o nome que o batera havia criado.

Cartaz do show da Roundabout
Crédito: blog Purpendicular

Aqui um dos momentos da Mark I na Mansão da Playboy

Nascimento da Mark II (bônus: o álbum Machine Head ao vivo na íntegra aqui)

Mark III tocando Burn no California Jam (bônus: o show na íntegra aqui)

Mark IV tocando You Keep on Moving, carro chefe do álbum Come Taste the Band

A volta da Mark II: Deep Purple junto com um certo Arnold de Liverpool (bônus: clipe de Perfect Strangers aqui)

Mark V: King of Dreams live! (bônus: Mark V e um clássico da Mark III aqui)

Mark II de novo em 1993 tocando o clássico eterno do Purple

Mark VI: Satriani arrebenta no solo de When a Blind Man Cries (bônus: o guitar hero e Leslie West do lendário Mountain mandam ver no opus magnum do Purple aqui)

Mark VII: Steve Morse não deixa nada a dever aos seus predecessores nesse clássico do Purple com intro maravilhosa pelo saudoso Jon Lord

Mark VIII: Don Airey chegando junto e Roger Glover mostrando o porque é baixista do Purple (bônus: Deep Purple Lie at Montreux, 2006 na íntegra aqui)

Fontes:

You Tube

Blog Purpendicular

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Deep Purple, Música, Post Bônus

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s