Rock Setentista: Thin Lizzy, parte 1

Inauguro uma nova seção no blog, que vai falar sobre grandes bandas e artistas da década de 70. O  texto abaixo foi originalmente escrito no meu antigo blog Biografias Musicais e aproveitando como “gancho” o aniversário do saudoso Phil Lynnot (1949-1986), vou falar sobre a seminal banda de Hard Rock Thin Lizzy.

Num lugar turbulento como era a Irlanda dos anos 60 por conta dos conflitos entre católicos e protestantes, alguns jovens, inspirados nos Beatles e Rolling Stones formaram suas bandas de Rock. Uma das mais conhecidas era o Them, capitaneada pelo cantor Van Morrison. Nos subúrbios de Dublin, uma lenda começava a tomar forma quando Phil Lynnot (nascido Phillip Parris Lynnot no dia 20 de agosto de 1949 em West Bromwich, West Midlands, Inglaterra), filho de mãe branca e pai negro e portanto, produto de uma minoria ignorada pela sociedade começou a tocar baixo numa banda chamada Orphanage com o amigo batera Brian Downey (nascido Brian Michael Downey no dia 27 de janeiro de 1951 em Dublin, Irlanda). Ambos haviam começado juntos em alguns conjuntos locais como The Black Eagles e Skid Row (nada a ver com a banda de Rock farofa dos anos 90).

Foi quando eles encontraram em 1969 o organista Eric Wrixon (nascido no dia 29 de junho de 1947 em Belfast, Irlanda do Norte) e o guitarrista Eric Bell (nascido Eric Robin Bell no dia 4 de setembro de 1947 também em Belfast, Irlanda do Norte), egressos do já citado Them. Resolveram deixar o Orphanage para então formar outra banda tocando material próprio nos clubes e pubs dublinenses. O nome escolhido fazia referência a uma personagem de história em quadrinhos de um gibi inglês chamado The Dandy, uma robô chamada Tin Lizzy [Lizzy de Lata]. Pra carregar no sotaque irlandês, emendaram para “Thin Lizzy” [algo como Lizzy Magrela].

Em 1970, a banda gravou seu primeiro single pela EMI, The Farmer / I Need You, que vendeu apenas 283 unidades, mas hoje em dia é ítem de colecionador. Wrixon deixou o Thin Lizzy pouco antes do lançamento do single para tocar em uma nova encarnação do Them sem Van Morrison. No fim desse ano, a banda assina com a Decca Records (aquela mesma que havia rejeitado os Beatles e fechou com os Rolling Stones) e gravou seu primeiro álbum, Thin Lizzy. Eles acabam se mudando para Londres mas o LP não foi tão bem de vendas. Mesmo assim, a Decca bancou Shades of a Blue Orphanage (1971), o segundo disco da banda, que como o primeiro tinha estórias do cotidiano de Dublin como tema central. Mesmo não vendendo bem, a Decca continuou acreditando na banda que em 1972 sai em turnê com o Slade e Suzy Quatro. Nesse mesmo ano, a banda gravou um de seus primeiros sucessos, uma versão de uma canção tradicional irlandesa chamada Whiskey In The Jar que acabou sendo lançada em single. Resultado: sucesso absoluto na Irlanda e Top 6 nas paradas inglesas. Como resultado, participaram do famoso programa de TV britânico Top Of The Pops. Tudo o que o Thin Lizzy lançou na Irlanda alcançou os primeiros lugares da parada local, mas o resto das ilhas britânicas continuava indiferente.
O terceiro álbum Vagabonds of the Western World (1973) mostrou ser outro fracasso comercial. Nesse ínterim, a banda sofre uma baixa: o guitarrista Eric Bell deixa o Thin Lizzy na véspera de Ano Novo, alegando doença e desilusão com a indústria fonográfica. Para seu lugar, foi recrutado Gary Moore (nascido Robert William Gary Moore no dia 4 de abril de 1952 em Belfast, Irlanda do Norte), que havia tocado com Lynnot no Skid Row. Ele terminou os compromissos assumidos pela banda na época. Moore não ficou muito tempo na banda e só participou em 3 canções do quarto álbum Nightlife (1974).

Após alguns entreveros e o fim do contrato com a Decca, Downey pensou em jogar tudo pro alto mas o convincente Phil consegiu fazê-lo mudar de ideia. Na procura de um substituto, Lynnot e Downey, únicos remanescentes da formação original, fecharam com dois guitarristas, Brian Robertson (nascido Brian David “Robbo” Robertson no dia 12 de setembro de 1956 em Clarkston, Escócia) e Scott Gorham (nascido William Scott Gorham no dia 17 de março de 1951 em Glendale, Califórnia, EUA), que vieram contribuir para melhorar mais o som da banda.

Em 1975, gravaram o álbum Jailbreak, com destaque para The Boys Are Back In Town, que se tornou posteriormente um clássico da banda (dizem que o Black Sabbath “chupou” a levada dela para sua canção Never Say Die). Fizeram sua primeira turnê americana junto com o Bachman-Turner Overdrive e Bob Seger.

Thin Lizzy: os primeiros dias

Continua no próximo post

Deixe um comentário

Arquivado em Aniversariantes, Biografias, Música, Rock and Roll, Rock Setentista

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s