Rock Setentista: Thin Lizzy, parte 3

Após inúmeros problemas e mudanças constantes no line up da banda, em 1983 ela chegou ao fim, mas Phil Lynnot queria que tudo terminasse de uma forma positiva e pra cima. Tanto que convidou os guitarristas que fizeram história na banda para uma turnê de despedida. Depois disso, Lynnot ainda gravou alguns trabalhos solo, sempre tendo os amigos de Thin Lizzy Downey e Gorham, por perto o que lhes valeu o apelido Os Três Mosqueteiros. Formou ainda a banda Grand Slam.

Phil Lynnot faleceu no dia 4 de janeiro de 1986, aos 36 anos apenas, por conta de seus problemas com drogas. Ele cogitava um possível retorno da banda mas não houve tempo hábil. Durante muito tempo sempre houve o boato de que ele tivesse sido filho de um brasileiro (na verdade seu pai biológico era guianense), fato desmentido por sua mãe, Philomena Lynnot, que continuou mantendo o legado do filho através da Fundação Phillip Lynnot.

Em maio de 1986, os amigos de Phil Gary Moore, Brian Downey, Scott Gorham e Darren Warthon fizeram uma reunião do Lizzy para um concerto chamado Self Aid em homenagem a Phil, contando com o baixista Bob Daisley (Black Sabbath, Rainbow, Gary Moore Band) e o idealizador do Live Aid, Bob Geldof nos vocais.
Gorham, Warthon e Downey, os membros sobreviventes do Thin Lizzy voltaram a trabalhar juntos em 1990 para terminar a gravação de uma composição de Phil chamada Dedication, semelhante ao que Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr fizeram no Beatles Anthology. Gary Moore foi convidado pata o projeto mas por conta dos shows de sua banda teve que recusar. No ano seguinte, Brian Robertson (que há via tocado na banda entre 1975 a 1978) e Brian Downey fizeram um revival do Thin Lizzy contando com o vocalista Bob Tench ( que fez parte de uma das formações do Humble Pie), o guitarrista Doish Nagle (ex-colega de Lynnot no Grand Slam) e o baixista Doug Brockie.

Em 1994, Downey, Robertson e o guitarrista dos primórdios do Lizzy Eric Bell mais Darren Warthon fizeram mais uma reunião da banda num concerto que contou com várias bandas tributos do Lizzy. Alguns meses depois foi a vez de John Sykes (que tocou na banda em 1982) chamar Downey, Warthon e Scott Gorham mais o baixista de sua banda, Blue Murder, Marco Mendoza (nascido em 3 de maio de 1963 em San Diego, Califórnia, EUA) para uma nova reunião. Sykes fez os vocais principais.

No dia 20 de agosto de 1996, data em que Phil completaria 47 anos, o baixista Robert Ryder da banda Rude Awakening encabeçou um tributo ao décimo aniversário da morte de Lynnot, que contou com a presença de Philomena, a mãe do músico e guardiã de seu espólio.

Naquele mesmo ano, John Sykes, Downey, Gorham e Warthon decidiram reativar o Thin Lizzy, contando com Marco Mendoza (que havia feito o tributo junto com eles em 1994), como uma grande homenagem à vida e obra de Phil. Apesar das críticas cáusticas ao uso do nome, sem contar com o membro fundador da banda, o quinteto deu a cara pra bater e fez vários shows com o repertório antigo do Lizzy.

Em 1998, no entanto, Downey, único membro fundador saiu e foi substituido por Tommy Aldridge (nascido em 15 de agosto de 1950 em Nashville, Tennessee, EUA), ex-Black Oak Arkansas, que já havia atuado na banda em alguns shows na ausência do batera. Essa formação gravou o álbum com material inédito One Night Only e manteve-se estável até 2001, quando todos os músicos decidiram dar um tempo para outros projetos.

Turnê de despedida

Conclui no próximo post

Deixe um comentário

Arquivado em Aniversariantes, Biografias, Música, Rock and Roll, Rock Setentista

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s