Grandes Nomes do Rock: Blood, Sweat & Tears, parte 4

Em 1972, após o disco BS&T 4, David Clayton-Thomas decidiu sair por causa de facções pró-Pop e pió-Jazz dentro da banda. Para seu lugar, chamaram Bobby Boyle que não chegou a assumir por problemas técnicos em sua voz. Então fecharam com Jerry Fischer. Também saíram o saxofonista Fred Lipsius e o tecladista Dick Hannigan, sendo substituídos, respectivamente por Larry Willis e Lou Marini. Georg Wadenius foi adicionado como segundo guitarrista. Com essa fornação, foi gravado o álbum New Blood (1973). No meio de 1973, Steve Katz, outro membro original também deixou a banda junto com o trompetista Chuck Winfield, que foi substituído por Tom “Bones” Malone, amigo de Blue Lou. Foi gravado o álbum No Sweat. Os dois álbuns depois das reformulações não tiveram boa repercussão nas paradas.

Em 1974, as mudanças continuaram. O baixista e fundador Jim Fielder, os trompetistas Tom Malone e Lew Soloff e o saxofonista Lou Marini deixaram o BS&T e foram substituídos por Ron McClure (nascido no dia 22 de novembro de 1941 em New Haven, Connecticut, EUA), John Madrid, Tony Klatka e Jerry LaCroix (que também atuava como vocalista), respectivamente. Este último foi efetivado como vocalista e eles contrataram o saxofonista, Bill Tillman. Madrid saiu um pouco antes da banda entrar em estúdio para gravar o novo álbum Mirror Image naquele ano. Esse álbum traz a banda mais próxima do chamado “Philly Soul” ou Soul da Philadelphia, muito em voga na época. Para deixar o disco com essa cara, ele foi produzido por Henry Cosby, que havia trabalhado na Motown, precursora do Philly Soul. Também participaram do álbum os músicos adicionais Robert Mason (sintetizador) e os percussionistas Ralph MacDonald, Dom Um Romão (tarimbado músico brasileiro) e Warren Smith. O álbum foi um dos piores trabalhos da banda em termos de bvendages, ficando com o modesto 149º lugar nas paradas. No final do ano, o vocalista Jerry LaCroix deixou a banda e foi substituído durante um tempo por Luther Kent. Seu “xará” o vocalista principal Jerry Fischer também demonstrou interesse em sair da banda, por conta da pesada agenda de shows. O trompetista Joe Giorgianni foi recrutado para fazer uma dobradinha com Tony Klatka. Também foi recrutado o lendário percussionista Don Alias (1939-2006), que fez parte do Weather Report.

Em 1975, para entrar no lugar de Fischer, Colomby e o manager do BS&T Fred Heller concordaram em trazer de volta ás fileiras da banda o vocalista David Clayton-Thomas, na esperança de reviver os momentos de glória de sua primeira estada. No período em que esteve fora do BS&T, Clayton-Thomas cantou no famoso Festival Internacional da Canção no Rio de Janeiro, onde defendeu a música Nobody Calls Me Prophet. Depois disso, não consegiu nenhum grande êxito em sua carreira solo. Aceitou de bom grado voltar qual filho pródigo e em seu primeiro momento com a banda, fez um agradável concerto junto com seu substituto e predecessor Jerry Fischer e Luther Kent, que também, acabou saindo da banda.

Nesse ano, gravaram o álbum New City, que contou com a produção de Jimmy Ienner. Dentre as faixas, destaque para o cover do clássico dos Beatles Got to Get You Into My Life, além de músicas como One Room Country Shack (John Lee Hooker, Tradicional), Takin’ It Home (Colomby) e Naked Man (Randy Newman). Depois de algus shows, o guitarrista Georg Wadenius deixou a banda, sendo substituído por Steve Khan (nascido no dia 28 de abril de 1947 em Los Angeles, California, EUA), que por sua vez cedeu lugar a Mike Stern (nascido Michael Sedgwick no dia 10 de janeito de 1953 em Boston, Massachussetts, EUA).O baixista Ron McLure saiu e por um tempo, a banda contou com o talentoso e legendário jazzista Jaco Pastorius (nascido John Francis Anthony Pastorius, III no dia 1º de dezembro de 1951 em Norristown, Louisiana, EUA), que ficou na banda até o ano seguinte. O trompetista Joe Giorgianni também saiu para a entrada de Forrest Buchtell.

Em 1976, a banda aproveitou alguns shows no ano anterior e lançou, na Europa e no Japão seu primeiro álbum duplo ao vivo In Concert (esse disco só saiu nos EUA em 1991 com o nome Live and Improvised). O disco conta com os três guitarristas que atuaram com o BS&T no decorrer de 1975, Wadenius, Khan e Stern em diferentes momentos. O baixista Ron McLure voltou para alguns shows no lugar de Pastorius (que foi para o Weather Report) e saiu de novo, sendo substituído por Keith Jones, que também teve passagem efêmera cedendo o lugar para Danny Trifan, que participou das sessões do álbum More Than Ever.

New City: a volta do filho pródigo David Clayton-Thomas

Continua no próximo post

Deixe um comentário

Arquivado em Biografias, Grandes Nomes do Rock, Jazz, Música, Rock and Roll

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s