Grandes Nomes do Rock: Blood, Sweat & Tears, parte 5

Em 1974, o BS&T perdeu o baixista Jim Fielder, membro fundador e houve outras mudanças no line up e o lançamento do álbum Mirror Image, que foi muito mal de vendas e teve charts pífios se comparado com os trabalhos anteriores. A Era Jerry Fischer terminou no fim desse ano, quando o vocalista saiu alegando que a agenda da banda estava muito pesada para dar conta do recado. Bobby Colomby trouxe de volta então o vocalista da formação clássica, David Clayton-Thomas e então foi gravado o álbum New City, que embora não tenha sido tão bem nas paradas teve o mérito de ter uma música dos Beatles, Got to Get You Into My Life como carro chefe. Em seguida, veio o duplo ao vivo In Concert, num período em que a banda contou com o lendário baixista de Jazz Jaco Pastorius em suas fileiras.

Em 1976, lançaram o álbum More Than Ever [outro álbum do BS&T que eu curto muito], ue contou com a produção de Bobby James, que tocou teclados no disco. Além de James, a banda contou com os seguintes músicos convidados: Steve Khan (guitarras), Richard Tee (teclados), Eric Gale e Hugh McKracken (guitarras), Eric Weissberg (banjo, dobro), Jon Faddis e Marvin Stamm (trompetes), Arnie Lawrence (sax contralto), Gary King (baixo), Dave Taylor (trombone), Sid Weinberg (oboé), Dave Freidman (xilofone, marimba, vibrafone) e os cantores de apoio Patti Austin (renomada voz do R&B nos anos 80), Vivian Cherry, Lani Groves, Gwen Guthrie (outra grande cantora de R&B dos anos 80), Yolanda McCullough, Frank Lloyd, William Eaton e Zachery Sanders. Os destaques são a belíssima canção I Love You More Then Ever (Allan Langdon, Douglas Lenier), Katy Bell (Stephen C. Foster, Bob James) You’re The One (David Clayton-Thomas, William Daniel Smith) e Saved By the Grace Of Your Love (William Daniel Smith, David Palmer). Uma pena que um disco tão belo tenha sido um fiasco em vendas. Por conta da péssima colocação nos charts (165º lugar), a Columbia Records demitiu a banda. Bobby Colomby parou de excursionar com a banda e o baterista Roy McCurdy (nascido no dia 28 de ovembro de 1936 em Rochester, NY, EUA) foi seu substituto nos shows. Infelizmente, o que era temporário se tornou definitivo e Colomby resolveu deixar o BS&T, tendo sido o último membro da formação original a sair da banda.

Em 1977, sob direção de Clayton-Thomas, a banda assinou com a ABC Records e foi lançado o álbum Brand New Day. Bobby Colomby voltou à banda, mas só como produtor, junto com Roy Halee (que produziu alguns álbuns da banda no passado), além de fazer vocais e percussão em algumas faixas. Novamente uma leva de músicos foi chamada para dar aquela força no disco: a esplêndida Chaka Khan (vocais), Tommy Morgan (harmônica), Pete Jolly (oboé), Paul Shure (cordas), Willie Smith (vocais e órgão) e os cantores de apoio Brenda Bryant, Carl Graves, Ernie Watts, Glen Garrett, John Gross, John Mitchell, John Rosenberg, King Errison, Mike Altshul, Mike Finnigan, Paul Stallworth, Peter Graves, Ray Reed, Bob Payne, Stu Blumberg, Tish Smith, Tom Peterson e Venetta Fields. Destacam-se as faixas Dreaming As One (David Palmer, Williams Smith), onde David faz um belo dueto com Chaka Khan; Same Old Blues (J.J.Cale), Blues Street (Randy Edelman) e o belo tributo a Janis Joplin, Rock and Roll Queen (Bob Johnson, Bill Broscoll). Foi o único disco do BS&T pela gravadora.

Mais uma leva de músicos saiu da banda: o guitarrista Mike Stern, o baixista Danny Triffan, o batera Roy McCurdy, o trompetista Forest Buchtell e o saxofonista Bill Tillman saíram e por substituídos por Barry Finnerty, Neil Stubenhaus, Bobby Economou, Michael Laurence e Gregory Herbert (1947-1978), respectivamente. Dos novos integrantes acima, Finnerty e Lawrence não ficaram muito tempo. O guitarrista saiu para a entrada de Randy Bernsen e o trompetista deu lugar a Chris Albert.

Em 1978, a banda começou uma nova turnê contando com os novos integrantes. Infelizmente a morte de Gregory Herbert por causa de uma overdose de drogas, em meio a alguns shows, fez com que a excursão fosse cancelada. De volta aos EUA e abalados com a perda, David e seus companheiros decidiram dar uma pausa na banda. Assim, todos os membros do BS&T partiram para outros trabalhso e projetos fora da banda. O empresário da banda, Fred Heller pediu a Clayton- Thomas que não decretasse o fim do BS&T, por conta de vários compromissos previamente agendados. Sendo assim, o cantor recrutou vários músicos canadenses para um novo line up.

More Than Ever: fim de uma era com saída de Bobby Colomby

Conclui no próximo post

Deixe um comentário

Arquivado em Biografias, Grandes Nomes do Rock, Jazz, Música, Rock and Roll

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s