Rock Setentista: Chicago, parte 2

Terry Kath, Danny Seraphine, James Pankow, Lee Loughnane e Walter Parazaider, estudantes da Universidade DePaul em Chicago, Illinois resolveram formar uma banda junto com Robert Lamm, estudante da Universidade Roosevelt. A banda recebeu o nome de The Big m pouco depois contaram com o baixista Peter Cetera da banda The Exceptions. O produtor James William Guercio viu um show deles e se tornou seu empresário, alterando o nome da banda para Chicago Transity Authority. Gravaram seu primeio álbum, autointitulado que teve boa recepção, mas a CTA, departamento de trânsito de Chicago ameaçou processar a banda caso continuasse a usar nome. Guercio encurtou a denominação para Chicago e foi lançado o segundo álbum com o novo nome que foi outro grande sucesso.

Em 1971, foi gravado e lançado o terceiro álbum duplo consecutivo Chicago III. O hábito de marcar o número do álbum foi algo que a banda resolveu de comum acordo e assim foi durante muito tempo. Apesar do cansaço provocado pela turnê do ano anterior, os músicos fizream um ótimo trabalho sob a podução de Guercio. Os destaques são Sing a Mean Tune Kid (Lamm), What Else Can I Say (Cetera), I Don’t Want Your Money (Kath, Lamm) e as suites Travel Suite (Lamm/Seraphine/Kath/Parazaider Lamm/Kath/Cetera), contendo o hit Free, An Hour in the Shower (Kath) e Elegy (Pankow/Guercio/Lascelles). Foi outro bem sucedido trabalho da banda, ficando em segundo lugar nas paradas dos EUA e em 9º nas paradas britânicas. O single Free ficou no Top 20. Nesse ano saiu o álbum quádruplo Chicago at Carnegie Hall, primeiro disco ao vivo da banda a partir de shows feitos na lendária casa de concertos, lugar considerado um templo da cultura norte americana. São músicas dos três discos do Chicago mais a inédita A Song for Richard and His Friends (Lamm). O Chicago, junto com os Beatles, James Gang e Led Zeppelin, foram pioneiros em tocar música jovem no Carnegie Hall.

Em 1972, saiu o álbum Chicago V (respeitando a cronologia discográfica), o primeiro disco simples da banda (Ufa!!!), novamente com Guercio no comando e produção. Entre as faixas, destacam-se All is Well (Lamm), While the City Sleeps (Lamm), Alma Mater (Kath) e os dois clássicos do Chicago Dialogue, partes I e II (Lamm) e Saturday in the Park (Lamm). O disco figurou nas paradas Black (33ºlugar), Pop e Jazz da Billboard, figurando em ambas as últimas no primeiríssimo lugar! Os singles Saturday in the Park e Dialogue ficarma em 3º e 24º respectivamente. Veio nova turnê e o Chicago se tornou uma banda de ponta.

Em 1973, James Guercio produziu e dirigiu um filme chamado um filme sobre motoqueiros chamado Electra Glide in Glue, estrelado por Robert Blake. Cetera, Kath, Loughnane e Parazaider participaram da fita em pequenos papeis e o Chicago fez parte da trilha sonora. Nesse ano., saiu o álbum Chicago VI, outra produção de James Guercio, onde colocaram a turma dos metais para tocar percussão e contrataram um trio de percussionistas como músicos de apoio tocando congas. Eram eles: o brasileiro Laudir de Oliveira (nascido Laudir Soares de Oliveira no no dia 6 de janeiro de 1940 no Rio de Janeiro, RJ, Brasil) e o norte americano Joe Lala. J. G. O’Rafferty (pedal steel) foi outro músico de apoio do disco. Destacam-se as músicas: Critic’s Choice (Lamm), Jenny (Kath) e os clássicos da vez Just You ‘n’ Me (Pankow) e Feelin’ Stronger Everyday (Cetera, Pankow). Essas duas músicas foram lançadas em singles que ficaram no Top 10 e o próprio álbum ficou na primeiríssima colocação na Billboard.

Em 1974, foi lançado o álbum Chicago VII, a volta ao formato duplo, também contando com a produção do empresário Guercio. Resolveram alternar algumas músicas cantadas com peças instrumentais, sob a direção e arranjos de Pankow e Lamm. O nosso Laudir esteve presente nesse álbum rocando congas e Giuercio também pôs a mão na massa tocando violão e baixo em algumas faixas. Outros músicos de apoio também foram recrutados: David Wolinski (sintetizador ARP, Mellotron), Jimmie Haskell (cordas), Wayne Tarnowski (piano) e Guille Garcia (congas), além dos convidados especiais, os Beach Boys Carl Wilson, Dennis Wilson e Al Jardine (vocais) e as estonteantes Pointer Sisters (vocais). Destaques: I’ve Been Searching So Long (Pankow), Wishing You Were Here (Cetera), que contou com o maravilhoso coral dos Beach Boys e Pointer Sisters, Call On Me (Loughnane), Skinny Boy (Lamm) e o clássico do disco Happy Man (Cetera).

Chicago em ação!

Continua no próximo post

Deixe um comentário

Arquivado em Biografias, Blues, Filmes, Jazz, Música, Rock and Roll, Rock Setentista

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s