Monkees Review: o Líder Michael Nesmith, parte 3

Mike conseguiu uma das vagas do seriado The Monkees e seu papel era o de líder do grupo. Só que eles não poderiam imaginar que eles se tornariam tão requisitados como músicos. Mike e Peter Tork trataram de treinar os colegas Micky e Davy para shows em algumas cidades. Mesmo assim, o grupo teve que aceitar as imposições da produção do seriado (leia-se Don Kirshner) que proibia que eles participassem das sessões de gravações de discos como músicos, apenas limitando-os a cantar. Com a demissão de Kirshner, os Monkees puderam enfim ter participação ativa nas gravações. Em 1967 e 1968, várias composições do guitarrista figuraram nos discos dos Monkees. Em fevereiro de 1968, ele e Phyllis tiveram o segundo herdeiro, Jonathan Nesmith. Head, o primeiro (e único) longa metragem dos Monkees acabou se tornando um grande fiasco e a banda se viu desfalcada do baixista Peter Tork.

Mike andava cansado do estilo “bubblegum” das músicas dos Monkees e decidiu lançar, nesse ano, seu primeiro trabalho solo, The Wichita Train Whistle Sings, com algumas canções de autoria de Nez que foram gravadas previamente com os Monkees, mas com acompanhamento de uma grande orquestra. Uma delas, Nine Times Blue, era sobra de sessões da banda e só foi lançada futuramente na coletânea Missing Links. Dentre os muitos músicos que tocaram no disco estão o lendário guitarrista James Burton (que fez parte da banda de Elvis Presley e tocou em alguns discos dos Monkees), o banjista Doug Dillard e o batera Hal Blaine, outra figura conhecida das sessões dos Monkees. Foi um disco que teve ótimo retorno por parte da crítica, sendo considerado hoje um verdadeiro clássico. Mike ficou sabendo do nascimento, em agosto de 1968, de Jason Nesmith, fruto de uma aventura extraconjugal do guitarrista com Nurit Wilde, que trabalhava no seriado dos Monkees, embora não creditada.

Em 1969, Mike e seus colegas Micky e Davy decidiram manter o grupo vivo e foi lançado o primeiro álbum após a saída de Pete, Instant Replay, onde Mike gravou suas composições Don’t Wait for Me e While I Cry. outras duas, Carlisle Wheeling e St. Matthew ficaram de fora da versão original do disco e acabaram sendo lançafadas em reedições futuras. Participaram de alguns esquetes em programas de TV e de shows dos amigos da banda Paul Revere & The Raiders. Nesse mesmo ano, saiu o álbum Monkees Present, onde Mike assinou as composições Good Clean Fun, Never Tell a Woman Yes e Listen to the Band (clássico nesmithiano). Ao mesmo tempo, Mike anunciou sua saída dos Monkees de forma amigável  e formou com o velho parceiro John London The First National Band, que além dos dois amigos, contava com O.J. “Red” Rhodes (guitarra com pedal), que se tornou grande parceiro de Mike em alguns projetos musicais e John Ware (bateria), otroi amigo de longa data, que tocou na banda The Corvettes.

Em 1970, Michael lançou Magnetic South, seu segundo álbum solo e primeiro com a First National Band. Com produção do próprio Mike, mais a participação do pianista Glen D. Hardin, o disco tem como destaque as músicas Calico Girlfriend, a já citada Nine Times Blue e a bela Joanne, que foi lançada em single (com One Rose no lado B), com muito êxito. Até o famoso cantor Andy Williams a regravou no mesmo ano para seu programa de TV. Por conta desse trabalho, Mike é considerado um dos pioneiros da fusão do Country com o Rock and Roll. Nesse ano, Mike e a esposa tiveram uma filha, Jessica, mas estavam com muitos problemas no casamento. A FNB gravou o disco, Loose Salute, com destaque para outro clássico de Nez em sua carreira solo Silver Moon, além de Dedicated Friends, Conversations e uma nova versão do clássico Monkee Listen to the Band.

Em 1971, a FNB gravou então sei derradeiro disco, o terceiro solo de Mike, Nevada Fighters , que conta, além da faixa título, com músicas como Here I Am, Only Bound, além de composições de Eric Clapton, em parceria com Bobby Whitlock (I Looked Away) e Harry Nilsson/Bill Martin (Rainmaker). Depois desse álbum, a banda decretou seu fim.

Em 1972, Mike não se deu por vencido e formou a Second National Band, contando com um timaço de músicos: Michael Cohen (teclados e Moog), Johnny Meeks (baixo), Jack Ranelli (bateria) e o parceiro O.J. Rhodes. A banda também contou com a presença especial do cantor e compositor José Feliciano tocando congas. Saiu então o quarto trabalho solo de Mike, Tantamount To Treason Vol. 1 com uma levada um pouco mais roqueira. Paralelo a esse bom momento na carreira de Mike, seu casamento de quase 10 anos como Phyllis chegou ao fim e eles se divorciaram.

Michael+Nesmith++The+First+National+Band+National+Band

After Monkees: The First National Band

Continua no próximo post

Deixe um comentário

Arquivado em Aniversariantes, Biografias, Humor, Música, Monkees Review, The Beatles, The Monkees

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s