Grandes Nomes do Soul: Earth, Wind & Fire, parte 4

Em 1974, após a gravação de Open Your Eyes, o EW&F participou do festival California Jam junto com nomes de peso como Seals & Croft, Eagles, Black Sabbath e Deep Purple, evento que contou com 200.000 espectadores. A banda também participou do álbum de Ramsey LewisSun Goddess e no ano seguinte, gravou a trilha sonora do filme That’s the Way of the World. O filme naufragou, mas o disco foi um enorme sucesso. Saiu também o álbum duplo Gratitude, uma mistura de shows ao vivo e gravações em estúdio. A banda passou a contar com o fenomenal naipe de metais The Phenix Horns. Maurice White fundou a Kalimba Productions, que além do EW&F produziu artistas como Deniece Williams, The Emotions e Barbra Streisend. Em 1976, em meio à gravação do álbum Spirit, o produtor e amigo da banda, Charles Stepney veio a falecer. Em 1977, a banda gravou o colossal álbum All’n All.

Em 1978, quase 10 anos após ser formado, o EW&F era uma banda de ponta no Show Business, após ganhar vários Grammies nos anos anteriores. A banda participou da trilha sonora do filme Sargeant Pepper’s Lonely Hearts Club Band com a faixa Got to Get You into My Life (cover dos Beatles). O filme foi um fracasso retumbante mas a música do EW&F se tornou o melhor hit do álbum. Saiu, logo depois, um single bem sucedido com seu clássico September (McKay, M. White, Allee Willis). As duas músicas acabaram sendo incluídas na premiada coletânea The Best of Earth, Wind & Fire, vol. 1, lançada no fim do ano, com várias músicas conhecidas mais a inédita Love Music (Skip Scarborough). O empresários da banda, Bob Cavallo e Joe Ruffalo fundaram a gravadora ARC (American Recording Company), que começou a lançar os trabalhos posteriores do EW&F em conjunto com a Columbia Records.

Em 1979, o EW&F foi uma das estrelas de um concerto beneficente do UNICEF que teve transmissão no mundo inteiro, onde tocaram That’s the Way of the World e September. Além da banda, participaram outros grandes nomes como ABBA, Bee Gees, Donna Summer, Olivia Newton-John e Rod Stewart. Eles doaram os royalties das músicas e empreenderam uma turnê pela Europa e no Japão. De volta aos EUA, a banda lançou o estupendo álbum I Am, com produção de Maurice White e Al McKay, em pleno auge da Disco Music. É um disco cheio de clássicos do EW&F como a balada After Love Has Gone (David Foster, Jay Graydon, Bill Champlin) [N. do Ed.: David Foster foi o produtor responsável pela virada do Chicago nos anos 80], In the Stone (Foster, M. White, Willis) [N. do Ed.: é o tema do quadro Porta da Esperança do Programa Sílvio Santos], Can’t Let Go (M. White, Willis, Bill Meyers), Star (M. White, Willis, Eddie Del Barrio) e a estonteante Boogie Wonderland (Jon Lind, Willis), um tour-de-force com o fenomenal grupo feminino The Emotions. O resultado não poderia ser outro: sucesso total! As mais altas posições na Billboard (1º em R&B, 3º em Pop), o 5º lugar na parada britânica e singles também muito bem colocados no Hot 100.

Em 1980, a banda lançou o álbum duplo Faces, produzido por Maurice White e considerado o favorito do líder do EW&F. Os destaques do álbum são You (Foster, Brenda Russell, M. White), uma deliciosa balada Soul, Let Me Talk (Phillip Bailey, M. White, Freddie White, Verdine White, Ralph Johnson, Al McKay), And Love Goes On (Foster, Russell, Larry Dunn, M. White, V. White) e Back on the Road (McKay, M. White). Foi outro bem sucedido disco da banda, que teve ótimas colocações nas paradas (2º na R&B, 10º na Pop e nos charts britânicos). Esse ano marcou também a primeira vinda da banda ao Brasil. Eles tocaram no ginásio do Maracanãzinho no Rio de Janeiro. Após o lançamento do álbum e a turnê mundial, o guitarrista Al McKay deixou o EW&F, alegando razões pessoais e profissionais. Roland Bautista ( a quem McKay havia substituído) voltou à banda. O guitarrista/baterista/percussionista Gary L. Morgan foi outro músico que foi embora. O percussionista/vocalista Beloyd Taylor foi contratado para a turnê de 1981/1982.

Em 1981, a banda lançou Raise!, outra produção de Maurice, que vai num caminho mais eletrônico do que os anteriores, uma tendência comum nos anos 80. O álbum foi lançado pela CBS Records, embora as sessões de gravação tivessem ocorrido na ARC. Nesse trabalho, os destaques são o clássico Let’s Groove (Wayne Vaughn, M. White), verdadeiro sucesso nas pistas do mundo inteiro, I’ve Had Enough (Bailey, Russell, Greg Philinganes), Kalimba Tree (M. White) e Wanna Be With You (Vaughn, M. White). Também teve um bom desempenho nos charts (1º em R&B, 5º em Pop, 11º na parada britânica).

Em 1983, depois de passar o ano anterior numa longa turnê, o EW&F lança o álbum Powerlight, produzido por Maurice, que foi lançado pela Columbia Records. Os destaques são o clássico Falling in Love With Me (W. Vaughn, Wanda Vaughn, M. White), Spread Your Love (Azar Lawrence, Beloyd Taylor, M. White) e Straight From the Heart (Bailey, Del Barrio, Roxanne Seeman, F. Washington). Dentre os músicos que atuaram no disco, figura o percussionista Paulinho da Costa. Nos charts, o disco ficou em 4º lugar da parada R&B, 12º do Pop e 22º no Reino Unido. No mesmo ano, a banda lançou o álbum Electric Universe, onde a banda escancara na tendência eletrônica, com sintetizadores e guitarras mais pesadas do que o habitual. Teve produção do líder do EW&F e os destaques são Magnetic (M. Page), um Rock/Soul pra ninguém botar defeito, a deliciosa balada Soul Could it Be Right (M. White, Foster, Willis) e Electric Nation (M. White, M. Page, B. Fairweather). Foi o primeiro disco da banda que ficou aquém do esperado, além de ser massacrado pela crítica. Ficou em 8º no chart R&B, 40º na parada Pop e nem apareceu nos charts britânicos. Diante da má recepção, Maurice White decretou um recesso na banda que durou uns quatro anos.

earth-wind-fire-in-brazil-1979-lp-vinil-soul_MLB-O-148399553_4410

EWF no Brasil!

Continua no próximo post

Deixe um comentário

Arquivado em Biografias, Grandes Nomes do Soul, Jazz, Música, Soul e R & B

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s