Grandes Nomes do Soul: Earth, Wind & Fire, finale

Em 2000, o EW&F, apesar das origens no Soul/Funk, foi introduzido no Rock and Roll Hall of Fame e contou com a reunião da formação clássica da banda. No ano seguinte, saiu o documentário Shining Star: A História Oficial do Earth, Wind and Fire e a banda fez um show em prol das vítimas do ataque às Torres Gêmeas no fatídico dia 11 de setembro daquele ano. Em 2002, o EW&F se apresentou na cerimônia de encerramento das Olimpíadas de Inverno em Salt Lake City, Utah. No esmo ano, foram lançados os álbuns The Essential Earth, Wind & Fire e dois álbuns ao vivo, That’s the Way of the World: Alive in ’75 Live in Brazil. Em 2003, saiu o álbum inédito The Promise e a banda foi introduzida no Vocal Group Hall of Fame e Hollywood’s RockWall. Em 2004, o EW&F fez uma jam histórica com o lendário Parliament/Funkadelic de George Clinton e o Outkast de Kanye West na noite de entrega do Grammy daquele ano. Também fizeram uma turnê conjunta com o Chicago, outra importante banda setentista.

Em 2005, foi lançado o álbum Illumination, o primeiro na Sanctuary Records, sob a batuta de Maurice White, Phillip Bailey e vários outros. Contou com as participações de Brian McKnight, will.i.am, Kenny G.Jimmy Jam and Terry Lewis e Kelly Rowland. A princípio, o disco seria um trabalho solo de Phillip Bailey, que decidiu chamar os colegas de EW&F e torná-lo parte integrante da discografia da banda. As faixas em destaque são: Pure Gold (James Harris III, Terry LewisTony L. Tolbert, Bobby Ross Avila, Issiah J. Avila), Show Me the Way (Taura JacksonRaphael Saadiq) e The Way You Move (Antwan Patton, Carlton Mahone, Patrick Brown). O disco ficou em 8º lugar na parada R&B e em 32ª colocação no Hot 200 da Billboard. A banda juntou-se ao Black Eyed Peas para um megashow antes de um jogo do Super Bowl. Eles e o Chicago voltaram a se encontrar para uma nova turnê e colaboraram na regravação do clássico da banda If You Leave Me Now, que foi incluído na coletânea do Chicago Love Songs. Nesse ano, uma nota triste: Louis Satterfield, trombonista do The Phenix Horns e do EW&F faleceu aos 67 anos. Para fechar bem o ano, foi lançado o single natalino Gather Round (M. White, Bailey, David Foster), produzido por David Foster.

Em 2006, Maurice juntou-se ao diretor teatral, ator, cantor e coreógrafo Maurice Hines (irmão do famoso dançarino e performer Gregory Hines) do desenvolvimento do musical da Broadway Hot Feet, baseado nas músicas do EW&F. O compositor de longa data da banda, Allee Willis juntou-se ao líder do EW&F para compor algumas músicas novas para o espetáculo. Nesse ano, a banda tocou na cerimônia de entrega do Grammy junto com Mary J. Blidge e Ludacris. Os três se juntaram numa jam session. Em 2007, saiu o álbum de tributo ao EW&F chamado Interpretations: Celebrating the Music of Earth, Wind & Fire, onde nomes como a veterana Chaka Khan, Kirk FranklinLalah Hathaway (filha do saudoso Donny Hathaway), Mint Condition, Dwele, Meshell Ndegeocello e Angie Stone. No mesmo ano, a banda tocou no reality show Amewrican Idol e no concerto de etreda do prêmio Nobel ao lado de artistas como Melissa EtheridgeAlicia KeysAnnie Lennox e Kylie Minogue. A banda ainda participou do famoso Festival de Viñas Del Mar no Chile, onde encantou a plateia com uma versão de Gaviotas de Plata.

Em 2008, o quarteto clássico (Maurice, Phillip, Verdine e Ralph) foi laureado com um diploma honorário do Columbia College Chicago, por sua contribuição às artes e de quebra, a banda tocou seu clássico Shining Star na cerimônia. Em fevereiro desse ano, o EW&F voltou ao Brasilapós um hiato de quase 30 anos, para shows no Rio de janeiro (Vivo Rio) e em São Paulo (Via Funchal) [N. do Ed.: pela primeira vez os fãs de sampa conferiram a banda de perto]. Nesse ano, a banda tocou no conhecido torneio de tênis US Open. Em 2009, tocaram num jantar da Casa Branca e fizeram uma nova turnê com o Chicago por 30 cidades dos EUA. A banda ainda participou do famoso New Orleans Jazz & Heritage Festival. A banda passou por uma leve mudança em seu line up: o guitarrista Morris O’Connor entrou no lugar de Vadim Zilberstein e passaram a contar com um reforço nos vocais de apoio: Phillip Bailey Jr., filhão do vocalista Phillip.

Em 2010, Phillip, Verdine e Ralph participaram das sessões de gravação do single beneficente  We Are the World 25 for Haiti. O EW&F tocou de novo no New Orleans Jazz & Heritage Festival. Nesse ano, Maurice, Phillip e Verdine, junto com os ex-colegas da formação clássica Al McKay e Larry Dunn, foram introduzidos no Songwriter’s Hall of Fame. Em 2011, foram premiados e tocaram no Soul Train Awards e no ano seguinte, receberam um prêmio pelo conjunto da obra pela Annual Trumpet Awards. O mais novo álbum da banda após um hiato de oito anos, Guiding Lights, será lançado em 2013. Nós, fãs do EW&F e todos os aficcionados por boa música, estamos aguardando ansiosamente.

Earth-Wind-Fire-2012-press_admat-shot2-1024x768

Verdine White, Phillip Bailey e Ralph Johnson em 2012: mantendo o EW&F em ação

Fontes:

Wikipedia

http://www.earthwindandfire.com

http://www.allmusic.com/artist/p4156

http://www.rollingstone.com/artists/earthwindfire/biography

http://marcosbin.blogspot.com.br/2008/02/earth-wind-and-fire-no-brasil-eu-fui.html

Deixe um comentário

Arquivado em Biografias, Grandes Nomes do Soul, Jazz, Música, Soul e R & B

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s