Grandes Nomes do Rock: The Yardbirds, parte 4

Em 1966, os Yardbirds deixaram em segundo plano a estética blueseira do início de carreira para utilizar experimentalismos em estúdio graças ao guitarrista Jeff Beck, entusiasta de uma nova sonoridade. A banda participou do lendário Festival de San Remo com a música Paf…Bum. Gravaram o álbum Roger The Engineer, com composições escritas pela banda. O baixista Paul Samwell-Smith saiu dos Yardbirds pouco depois do lançamento do disco para se tornar produtor. Jimmy Page, que antes havia recusado convite para entrar na banda, aceitou assumir o lugar do baixista até que Chris Dreja, guitarrista rítmico aprendesse o instrumento. Com dois solistas da pesada, algo inédito até então, os Yardbirds prometiam ser uma banda de extrema qualidade. Mas a dobradinha lendária produziu muito pouco, pois Jeff Beck começou a ter atritos com os companheiros.

Nesse ano, o guitarrista exigente dos Yardbirds começou a entrar em rota de colisão com os colegas. Seu perfeccionismo, aliado a seu temperamento explosivo fazia com que destruísse amplificadores no palco, causando uma saia justa junto ao empresário e à banda. Além disso, desaparecia sem maiores explicações deixando todos na mão. às vezes, Page tinha que atuar sozinho devido ao descontrole e desvarios do amigo de fé, irmão camarada. A crise chega ao ápice durante uma turnê norte americana da banda, junto com outras estrelas como Sam The Sham & The Pharoahs, Gary Lewis & The Playboys e Brian Hyland. Beck, injuriado com o som dos amplificadores, teria derrubado uma pilha de equipamentos, depois, destruiu sua guitarra e abandonou o palco. Foi a gota d’água para a banda, que resolveu demitir Beck em plena turnê. Encerrava-se assim uma página na história dos Yardbirds. Por essa época, o produtor Micky Most e seu sócio Peter Grant haviam se tornado empresários da banda, assumindo o contrato de Simon Napier Bell.

Em 1967, a saída de Beck fez com que a banda se consolidasse como um quarteto, dadas as habilidades solistas de Page, que nessa altura usava um arco de violino para implementar suas performances na guitarra, algo inusitado até então. Também começou a usar o pedal wah wah. Sob nova direção, a banda gravou o álbum Little Games, produzido por Micky Most. Os destaques do disco ficam por conta da faixa-título (Harold Spiro, Phil Wainman), White Summer (Page), Drinking Muddy Water (Relf, Dreja, Page, McCarty) e Only the Black Rose (Relf). Algumas músicas não saíram no álbum, sendo lançadas em single como Ha Ha Said the Clown (Tony Hazzard), um cover do Manfred Mann e Ten Little Indians (Harry Nilsson). O disco teve um desempenho modesto nos EUA, mas na Grã Gretanha foi um verdadeiro fiasco.

Embora fosse um verdadeiro hitmaker, depois de trabalhar com nomes consagrados como Lulu e Donovan, Micky Most não foi muito competente em sua direção na banda. Além dos mais, seu comportamento antiquado não agradava aos músicos. Resumo da ópera: Most deixou Peter Grant cuidar sozinho dos Yardbirds e deu no pé. Nessa altura, Page era o líder dos Yardbirds e suas apresentações ao vivo continuavam fenomenais, numa sonoridade que a imprensa musical chamava de “Terceira Guerra Mundial”. Uma das músicas de destaque do repertório era uma versão primitiva de Dazed and Confused (mais tarde um clássico do Led Zeppelin), com letra composta por Relf.

Em 1968, os problemas internos começaram a aparecer e o clima já não era o mesmo. Keith e Jim queriam fazer algo mais voltado ao Folk, indo na contramão do que a banda estava tocando. Jimmy queria que os Yardbirds soassem como as bandas pesadas que estavam despontando no cenário musical como o Vanilla Fudge, o Free e o Traffic. No meio do ano, foi lançado o derradeiro single da banda, Goodnight Sweet Josephine  (Hazzard)/Think About It (Page). Em meio a uma turnê pelos EUA, a banda racha de vez: após um show em julho daquele ano, o vocalista e o baterista deixam o Yardbirds, deixando seus companheiros “a ver navios” e com uma agenda de shows por fazer. Peter Grant encorajou Jimmy a recrutar substitutos para cumprir os compromissos.

Yardbirds (1)

Sem Jeff Beck, os Yardbirds resolveram permanecer como um quarteto

Conclui no próximo post

Deixe um comentário

Arquivado em Biografias, Grandes Nomes do Rock, Música, Rock and Roll

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s