Doo Wop Review: Vito & The Salutations

Embora sejam completamente desconhecidos no Brasil, seu maior sucesso Gloria embala muitas festas Rockabilly e de Anos 50 e é uma das favoritas dos aficcionados do gênero no país. Era um dos principais grupos brancos de Doo Wop dos EUA, que perdurou alguns anos mesmo após a decadência do estilo. Sua característica principal era interpretar standards dos anos 40 e 50 de forma nada ortodoxa. Falemos de Vito & The Salutations.

Em 1961, os amigos Bob De Pallo e Barry Solomon, que moravam nos arredores de Brownsville formaram um grupo vocal com alguns vizinhos do Brooklyn, Nova York, EUA. Costumavam cantar nas estações de metrô da Big Apple, até que a dupla chamou a atenção de uma certa Linda Scott, que gostou do que ouviu e os recomendou ao produtor David Rick que propôs a criação de um grupo real e não um amontoado de cantores cantando por uns trocados. Na busca por outros integrantes que quisessem levar a sério o grupo, eles ouviram uma fita demo de um jovem de 14 anos chamado Vito Balsamo, amigo de um irmao de De Pallo. Ficaram tão impessionados com sua performance que o garoto assumiu a função de vocalista principal do grupo. Vito não só aceitou como trouxe para o grupo seu amigo Bobby Mitchell, que fazia a voz de barítono.

Depois de um ensaio providencial, os rapazes, nomeados Vito & Salutations, fizeram um teste para David Rick, concorrendo com mais vinte grupos vocais. Graças à sua brilhante interpretação de My Juanita dos Crests, o grupo conseguiu ser aprovado. Em dezembro, eles gravaram várias músicas nos estúdios ODO. Uma das músicas gravadas na sessão, Gloria (composta por Esther Novarro), original dos Cadillacs, agradou e foi lançada como single, o primeiro do grupo que tinha Let’s Untwist the Twist no lado B.

Apesar da música ter sido um enorme sucesso em 1962, os membros originais De Pallo, Solomon e Mitchell debandaram, deixando  Vito sozinho para recrutar novos membros. Entraram para o grupo Randy Silverman (vocais principais e primeiro tenor), Shelly Buchansky (primeiro e  segundo tenor) Lenny Citrin (barítono) e Frankie Fox (baixo). Esta nova encarnação dos Salutations passou a beber na fonte de grupos negros de Doo Wop como The Heartbeats, The Cadillacs, The FlamingosThe Moonglows. Ainda sob a produção de David Rick, o grupo assinou com um selo pequeno chamado Kram, onde lançaram o single Your Way (sucesso dos Heartbeats). Em 1963, eles fecharam com a Herald Records um dos selos independentes mais fortes dos EUA.

Vito e seus colegas começaram a investir em standards do passado com uma inusitada roupagem Doo Wop. Foi assim que els lançaram sua versão de Unchained Melody (Alex North, Hy Zaret), música que abriu as portas do grupo para perfoances em shows itinerantes e programas de TV, dividindo spotlighr com feras como Marvin Gaye, Dionne Warwick, Jay & The Americans e outros. Um jovem músico cego, chamado Jose Feliciano fez parte da banda de apoio. Anos depois, seria muito famoso. De 1964 em diante, lançaram os singles Banana Boat (Day-0 ), famoso hit de Harry Belafonte pela Wells RecordsGet a Job (sua versão para o clássico de The Silhouettes),  pela Regina Records, High Noon (famoso tema de faroeste) pela Apt. Records, So Wonderful pela Red Boy e uma versão hilária para Hello Dolly do musical homônimo pela Rust Records, seu derradeiro disco. Naquela altura estava difícil competir com a Invasão Britânica promovida pelos Beatles.

Em 1965, o quinteto optou pelo fim do grupo. Vito Balsamo juntou-se aos Kelloggs, grupo que cantava num programa de TV matinal. Eles gravaram um single de relativo sucesso, Snap, Crackle and Pop pela Laurie Records. Os outros salutations tentaram criar versões alternativas do grupo, mas não tiveram sucesso. Em 1971, uma reunião do grupo contou apenas com Frankie Fox e Shelly Buchansky. O grupo não mais existe, mas está pra sempre imortalizado nos nossos corações doo-wopeiros através da linda Gloria, seu grande sucesso.

Fontes:

Wikipedia (em inglês)

http://doo-wop.blogg.org/themes-_salutations__vito___the_-163282.html

Vito & Salutations: um dos mais conhecidos grupos brancos de Doo Wop Crédito: http://images.blog-24.com/1260000/1260000/1260033.jpg

Vito & Salutations: um dos mais conhecidos grupos brancos de Doo Wop
Crédito: http://images.blog-24.com/1260000/1260000/1260033.jpg

Deixe um comentário

Arquivado em Biografias, Doo Wop & Vocal Groups Review, Música, Rock and Roll

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s