Grandes Nomes do Rock: Status Quo, parte 2

Francis Rossi, Alan Lancaster e John Coghlan começaram a tocar juntos com o nome The Spectres, mudando o nome da banda para Traffic Jam em 1964. Em 1965, Rossi conheceu o guitarrista Rick Parfitt, de quem fica muito amigo. Em 1966, a banda fecha contrato com a Pye Records, onde grava três single sem nenhuma repercussão. A entrada de Parfitt na banda em 1967, faz com que haja uma última troca de nome: Status Quo. A banda grava seu primeiro álbum  Picturesque Matchstickable Messages from the Status Quo, que faz muito sucesso a partir do single Pictures of Matchstick Men, primeiro clássico da banda.

Em 1969, a banda lançou o álbum Spare Part, também produzido por John Schroeder. Destacam-se as faixas Face Without a Soul e  Poor Old Man (ambas compostas por Rossi e Parfitt), Antique Angelique (Lancaster, Young), além de You’re Just What I Was Looking for Today (Goffin, King) e Are You Growing Tired of My Love (Carole King), que foi lançada como single. O disco não teve repercussão e o SQ resolveu romper gradativamente com a sonoridade e a estética psicodélica, abraçando um som mais pesado que acabaria por dar origem ao Hard Rock.

Em 1970, gravaram o álbum Ma Kelly’s Grease Spoon, também contando com a produção de John Schroeder. Os destaques ficam com por conta de Spinning Wheel Blues (Rossi, Parfitt), Is it Really Me/Gotta Go Home (Lancaster) e Lazy Poker Blues (Green, Adams). O disco fez uum relativo sucesso na Grã Bretanha, ficando em 12º na parada local. O tecladista Roy Lynes resolveu deixar o Status Quo e a banda voltou a ser um quarteto. para os teclados, passaram a contar com vários músicos de apoio como Jimmy HorowitzTom Parker.

Em 1971, saiu o álbum Dog of Two Head, o primeiro do SQ como quarteto, outra produção de John Schroeder. Nesse disco, os destaques são Something’s Going on in My Head (Lancaster), Mean Girl (Rossi, Young) e Someone’s Learning (Lancaster). Outro álbum que recebeu elogios mas foi um fiasco comercial. Por conta disso, o Status Quo terminou seu relacionamento com a Pye Records, após quase seis anos (quando eles se chamavam Traffic Jam) e quatro álbuns lançados. Aí, a banda aposentou seus terninhos de dândis e seu visual clean para usara camisetas e jeans e cabelos compridos.

Em 1972, o Quo assinou com a gravadora Vertigo Records e assumiu de vez sua preferência pelo Hard Rock, que seria sua característica principal desse momento em diante. Gravaram Piledriver,  seu álbum de estreia pela nova casa. A produção é da própria banda e contou coma participações do velho amigo e partner Bob Young na gaita e do pianista Jimmy Horowitz. O disco foi muito bem nos charts britânicos, tendo ficado em 5º lugar, sua melhor colocação desde Picturesque Matchstickable Messages from the Status Quo de 1968. O único single extraído do disco, Paper Plane (Rossi, Young)/ Softer Ride ficou em 8º lugar na parada britânica. Além desta, também se destacam no disco Oh Baby e Big Fat Mama (as duas de Rossi e Parfitt), além do sensacional clássico do The Doors, Roadhouse Blues . O que agradava mesmo eram as apresentações cheia de energia da banda, que foram arrebanhando cada vez mais admiradores.

Em 1973,  a banda lançou Hello!, outra produção “da pesada” assinada pela banda. Com verdadeiros clássicos como Caroline (Rossi, Young) e Roll Over Lay Down (Rossi, Parfitt, Lancaster,  Coghlan, Young), além de A Reason for Living (Rossi, Parfitt) e And It’s Better Now (Rossi, Young), o disco é o primeiro da bem sucedida tetralogia de álbuns do Status Quo que lideraram os charts britânicos. Marcou a estreia do tecladista Andy Bown (nascido Andrew Steven Bown no dia 27 de março de 1946), ex-The Herd e Judas Jump, além de ter tocado com Peter Frampton em sua bem sucedida carreira solo. Bown só foi oficializado como membro do Quo anos depois.

Continua no próximo post

Deixe um comentário

Arquivado em Biografias, Grandes Nomes do Rock, Música, Rock and Roll, Rock Setentista

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s