Grandes Nomes do Rock: Status Quo, parte 4

Em 1974, o Status Quo lançou Quo, o segundo disco de uma série de álbuns que lideraram as paradas do Reino Unido, êxito que continuou com os bem sucedidos On the Level (1975) e Blue for You (1976), que mantiveram Francis Rossi e seus comparsas como uma das bandas do momento na década de 70 com uma sonzeira pesada e sem firulas. Em 1977, vieram Live! e outro disco indispensável para os Quomaníacos, Rocking All Over the World. A banda ainda interpretou Getting Better dos Beatles na trilha sonora de All  This and World War II. No ano seguinte, eles adotaram um som mais polido em If You Can’t Stand the Heat… que deixou milhares de fãs da banda desapontados.

Em 1979, a estética mais pop e menos pesada adotada pela banda prosseguiu em Whatever You Want, o terceiro álbum produzido por Pip Williams e que contou com o apoio do cantor Bernie Frost como coautor de algumas letras. Os destaques do disco são Whatever You Want (Parfitt, Bown), Living on a Island (Parfitt, Young), Runaway (Rossi, Frost) e Breaking Away (Rossi, Parfitt, Young). Apesar de ser um disco que não agradou à comunidade Quomaníaca, que ficou saudosa daquele Quo bruto e pesado, ele ficou em quarto lugar na parada do Reino Unido.

Em 1980, saiu Just Supposin’, uma co-produção do Status Quo com John Eden, trabalho que voltou a contar com  Bob Young (o velho parceiro de composições, amigo de longa data e Quo honorário) tocando gaita. Outro músico que participou ativamente das sessões foi o cantor e co-letrista Bernie Frost (que no álbum anterior só assinou algumas composições) fazendo vocais de apoio. As músicas de destaque são What You’re Supposing (Rossi, Frost), Lies (Rossi, Frost), Don’t Drive My Car (Parfitt, Bown) e Rock And Roll (Rossi, Frost), um lampejo do bom e velho Quo, todas músicas lançadas em singles. O álbum ficou em quarto lugar na parada britânica.

Em 1981,  foi lançado o álbum Never Too Late, outra produção entre John Eden e Status Quo. Bernie Frost parece ter agradado e voltou neste disco fazendo vocais de apoio, além de coescrever algumas canções. Os destaques ficam por conta de Never Too Late (Rossi, Frost), Take Me Way (Pariftt, Bown) e os covers de Carol (clássico do mestre Chuck Berry) e Somethin’ ‘bout You Baby I Like (Richard Supa), que fez sucesso com o show man Tom Jones, Glenn Campbell e Rita Coolidge. O disco arrebanhou o segundo lugar nas paradas britânicas. Este foi o último disco a contar com o fundador e batera John Coghlan que saiu do SQ após desentendimentos com os colegas. Para seu lugar foi chamado Pete Kircher (nacsdio Peter Derek Kircher no dia 21 de janeiro de 1945 em Folkestone, Kent, Inglaterra), que havia tocado na banda Honeybus.

Em 1982, a banda lançou o álbum 1+9+8+2, o primeiro da nova formação, que teve a produção do prório Status Quo. A partir desse disco, o tecladista Andy Bown constou como membro oficial num disco da banda, embora o mesmo tivesse sido efetivado em 1976. Os destaques do disco são as faixas She Don’t Fool Me (Rossi, Bown), Get Out And Walk (Parfitt, Bown) e I Love Rock and Roll (Lancaster), que não tem nada a ver com o clássico de Joan Jett & Black Hearts. Od isco ficou em primeiro lugar nos charts britãnicos desbancando o clássico Number of the Beast do Iron Maiden. Foi a última vez que o Quo ficou entre os primeiros colocados no hit parade do Reino Unido. Em tempo: o nome do disco é uma citação do ano de 1982 e a soma é 20, o número de anos que Francis Rossi e Alan Lancaster formaram uma banda juntos.

Continua no próximo post

Status Quo em 1982

Status Quo em 1982

Deixe um comentário

Arquivado em Biografias, Grandes Nomes do Rock, Música, Rock and Roll, Rock Setentista, Sem categoria

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s