Beatles Saga: Perdas e Ganhos

Para ler o capitulo anterior, clique aqui.

John não deu pinta de que ficou impressionado com Paul. Ele sabia tocar uma de suas músicas favoritas (Twenty Flight Rock) e ainda conseguia afinar sua guitarra. Aquilo seria um achado e tanto para qualquer banda de Skiffle na cidade. Mas o que chamou a atenção do jovem líder dos Quarrymen era que o novo amigo tinha a capacidade de compor material próprio. Cogitou com o amigo Pete se deviam chamar Paul para a banda e os dois concordaram que isso seria muito bom. Pete encontrou Paul andando de bicicleta nos arredores de Woolton e fez-lhe o convite formal. Paul aceitou e se juntou à banda algumas semanas depois de acampar com a família.

Logo de cara, a banda pegou músicas que eles nunca imaginaram que um dia tocariam como Bye Bye Love (Every Brothers) e All Shook Up (Elvis). Com a banda entrando cada vez mais na onda do Rock, deixando os números Skiffle em segundo plano, Rod Davis começou a sentir que seu banjo não faria mais falta. Sendo assim, saiu da banda sem nenhum rancor.

A estreia de Paul como Quarryman aconteceu no dia 18 de outubro de 1957. Nesse show, os Quarrymen usaram terninhos em tom pastel com gravata em laço. Contudo, o que parecia ser um dèbut triunfal mostrou ser quase uma catástrofe: Paul errou os solos, o que deixou John ressabiado. Os outros Quarrymen acharam que John ia arrancar a pele do novato, mas o líder desatou a rir do infortúnio do colega comentando que ele quase se borrou todo. Paul começou a atuar com status de líder nos Quarrymen, o que teria irritado os colegas que foram reclamar com John, que deu de ombros. Ele começou a fazer lobby para que seu colega de Liverpool Institute, George Harrison, fosse aceito nos Quarrymen. John resistia aos apelos de Paul porque George ainda era um moleque de 14 anos.

Em março de 1958, o jovem guitarrista fez um teste para banda no Morgue Skiffle Hall, um clube de propriedade de Allan Caldwell, vocalista de uma das bandas de Skiffle da cidade, The Tornadoes. Ele tocou Guitar Boogie Shuffle de Bert Weedon, mas não convenceu John. Paul não se deu por vencido e tentou mais uma vez vender seu peixe. No fundo do ônibus que pegaram pra casa, George tocou Raunchy de Bill Justis. Não teve jeito: John finalemente deu o braço a torcer e George era admitido como um Quarryman. Mas a questão era: o que fazer com quatro guitarristas numa banda [o quarto era Eric Griffiths]?

A saída de Len Garry após ser diagnosticado com meningite tubercular acabou sendo o “gancho” que John precisava para resolver o impasse: Eric compraria um baixo elétrico, enquanto John, Paul e George tocariam as guitarras. Só que Griffiths reparou que os três estavam se dando bem nos instrumentos. Ele acabou decidindo deixar a banda e se alistou na Marinha britânica. Isso acabou sendo de grande valia para os Quarrymen pois Eric conseguia comprar alguns discos americanos com facilidade. John e Paul começaram a sua legendária parceria, compondo coisas como Hello Little Girl [essa foi a primeira composição de John], One After 909 e I’ll Follow the Sun. Eles tocavam seus números próprios intercalados com os clássicos do Rock do repertório.

Paul chamou um colega de escola, John “Duff” Lowe, que tocava piano, para a banda. No dia 12 de julho de 1958, foi com essa formação, sem baixista, que os Quarrymen foram ao estúdio caseiro de Percy Phillips para gravaram um acetato de demonstração. Ficou decidido que a banda gravarai para o lado A o clássico de Buddy Holly That’ll be the Day (que curiosamente foi a primeira música que John aprendeu). Para o outro lado eles ainda não tinham pensado numa música e pediram ao dono do estúdio para ensaiarem algo e voltarem outro dia, o que foi prontamente recusado. Paul sugeriu uma música que ele e

George haviam composto em parceria, In Spite of All the Danger. Mesmo que Colin Hanton e Duff Lowe nunca tivessem tocado essa juntos, foram seguindo os três colegas de frente. Saíram de lá com seu primeiro registro fonográfico debaixo do braço, que acabou sumindo durante 22 anos.

No dia 15 de julho, uns três dias depois dos Quarrymen terem gravado seu acetato, a tragédia se abateu sobre John mais uma vez: a querida mãe Julia, sua grande incentivadora morreu atropelada a algumas quadras de casa de Tia Mimi por um motorista bêbado que aparentemente nunca pagou pelo crime. Durante algum tempo, John perdeu o interesse na banda. Duff não podia estar com eles em tempo integral e logo desligou-se dos Quarrymen. A banda tocou no casamento de Peter Harrison, irmão de George em 20 de dezembro de 1958.

Paralelamente à saga dos Quarrymen, Ringo continuava atuando na Eddie Clayton Skiffle Band, que tinha no currículo o feito de ter tocado três vezes no Cavern Club, principal reduto jazzístico da cidade (que mais tarde seria o principal point dos Beatles)

Fontes:

Wikipedia

Ensaio As Origens do Beatles por Andre McKenna

http://www.beatlesource.com/savage/main.html

A estréia de Paul nos Quarrymen crédito: http://glitterking.com/images/The-Quarrymen.jpg

A estréia de Paul nos Quarrymen
crédito: http://glitterking.com/images/The-Quarrymen.jpg

Deixe um comentário

Arquivado em Beatles Saga, Música, Rock and Roll, The Beatles

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s