Mersey Beat Review: The Searchers, parte 1

É uma das mais longevas bandas britânicas, que foi um dos destaques do Mersey Beat, embora não contasse com a administração de Brian Epstein, o empresário que levou os Beatles ao topo. Foi a segunda banda de Liverpool (depois dos Beatles) que emplacou um hit nos EUA. Também é uma das raízes da gigantesca árbore genealógica do Deep Purple. Com vocês, The Searchers.

Tudo começou em 1957 com o advento do Skiffle.  O guitarrista rítmico  John McNally (nascido no dia 30 de agosto de 1941 em Walton, Liverpool, Inglaterra) juntou-se aos amigos Brian Dolan (guitarra líder) eTony West (nascido Anthony West em 1938 em Waterloo, Liverpool, Inglaterra) , baixista, para formar uma banda com um som calcado no Country de Hank Williams, Johnny Cash e Hank Snow. O vocalista ‘Big Ron’ Woodbridge (nascido em 1938 em Liverpool, Inglaterra) e o baterista Joe Kennedy (bateria) completaram o time.

Em 1960, o grupo debandou, menos McNally  e Woodridge que se juntaram ao amigo de infância de McNally, o guitarrista líder e cantor Mike Pender (nascido Michael John Prendergast no dia 3de março de 1942) e eles recrutaram o baixista e cantor Tony Jackson (nascido Anthony Paul Jackson no dia 16 de julho de 1938 no Dingle, Liverpool, Inglaterra) e o batera Joe Kelly. O nome da banda está envolvido em controvérsias. Pender reivindica para si a ideia do nome. Segundo o guitarrista, ele e McNally assistiram ao clássico do faroeste The Searchers (no Brasil, Rastros de Ódio), estrelado por John Wayne e acharam o nome bem sonoro. Segundo McNally, a ideia para o nome da banda partiu do primeiro vocalista Big Ron. 

Nesses primeiros meses de 1960, a banda se apresentou como Tony & The Searchers. Kelly foi substituído por Norman McGrary (nascido em 1º de março de 1942 em Liverpool, Inglaterra) que por sua vez não ficou muito tempo na banda, sendo subsituído por Chris Crummey (nascido Christopher Crummey no dia 26 de agosto de 1941 em Oldham, Lancashire, Inglaterra). Big Ron foi outra baixa na banda, tendo saído se tornar cantor de baile. Para seu lugar, foi chamado Billy Beck (nascido William Beck em 1941 em Liverpool, Inhlaterra), que mudou o nome para Johnny Sandon. Aproveitando a onda, o batera Crummey mudou seu sobrenome para Curtis.

A banda começou a tocar regularmente no Iron Door Club, sob o nome Johnny Sandon & The Searchers. Também tocavam no Cavern Club que tinha os Beatles como residentes. Em 1961, Sandon deixou a banda para tocar com o Remo Four, que tinha um contrato com Brian Epsrein. McNally e Perder decidiram manter a banda como quarteto, tendo Tony Jackson como vocalista principal. No ano seguinte, eles tocaram no Star Club, em Hamburgo, Alemanha e quando voltaram a Liverpool, arrebatados pelo R&B, mudaram o direcionamento da banda, então de levada Country.

Em 1963, com o estouro dos Beatles no Reino Unido, as bandas da cena do Rio Mersey começaram a chamar a atenção dos jovens ingleses e os Searchers estavam entre os principais nomes. Voltando a tocar no Iron Door, eles despertaram o interesse da  gravadora Pye Records. Lá gravaram seu primeiro single Sweets for My Sweet (de Doc Pomus e Mort Shuman, originalmente gravada pelos Drifters)/ It’s All Been a Dream (Chris Curtis). O disco alcançou o primeiro lugar nas paradas britânicas.

Continua no próximo post

Searchers posando para um anúncio do Star Club crédito: acervo de John McNally

Searchers posando para um anúncio do Star Club
crédito: acervo de John McNally

1 comentário

Arquivado em Biografias, Deep Purple Family Tree, Música, Mersey Beat Review, Rock and Roll

Uma resposta para “Mersey Beat Review: The Searchers, parte 1

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s